30/04/2021 às 14h15min - Atualizada em 30/04/2021 às 14h15min

Acredicoop Cooperativa de Crédito orienta sobre como investir as sobras do mês

Redação Agora Joinville
Acredicoop
Nos últimos tempos, com as taxas de juros mais baixas do que historicamente costumavam ser, uma dúvida frequente nos postos de atendimento da Acredicoop Cooperativa de Crédito tem sido: o que fazer com o dinheiro que não foi gasto dentro do mês? Ainda vale a pena investir?

“Todas as pessoas devem contar com uma reserva financeira para eventuais emergências e por isso vale a pena investir uma parte das sobras liquidas do mês em renda fixa, onde se obtém um excelente rendimento e alta liquidez ”, afirma o diretor de Operações da Acredicoop, Dirley Francisco Cisz. Ele recomenda que o ideal é guardar para esta finalidade de 30% a 50% do que não foi usado com as despesas familiares. “Mas se não der para reservar este percentual, o importante é criar a cultura de guardar um pouco todo mês”, ressalta.

No entanto, se a pessoa tiver dívidas com cheque especial ou empréstimo rotativo do cartão de crédito, deve dar preferência à quitação das mesmas, que costumam ter os juros mais altos nas instituições financeiras. “Depois de pagar dívidas com juros altos e fazer uma reserva, o importante é pensar no futuro”, afirma Dirley. Um plano de previdência privada -  disponível na Acredicoop, pode garantir uma aposentadoria mais tranquila.

É também o momento de começar a pensar na realização dos sonhos, com a aquisição de bens de maior valor, como um veículo, um terreno ou uma casa própria. “Para quem precisa de uma ajuda para fazer economia todo mês, o consórcio é uma alternativa para guardar dinheiro para uma aquisição importante com custo mais baixo que um financiamento tradicional”, explica Dirley. No site https://www.acredi.coop.br/para-voce/consorcios/simulador é possível simular as condições para conquistar seu objetivo.

“Cooperativas de crédito, como a Acredicoop, têm juros mais atrativos para as aplicações, não cobram taxa de manutenção de conta, como os bancos tradicionais. Na cooperativa o cooperado investe em cotas capitais onde os recursos investidos são remunerados de forma anual através de rentabilidade da organização”, resume Dirley.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

93.0%
4.7%
2.3%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp