05/05/2023 às 17h48min - Atualizada em 06/05/2023 às 00h00min

Projeto da ADRA destaca importância da correta higienização das mãos em áreas indígenas

Tema é objeto de reflexão nesta sexta-feira, 5 de maio.

SALA DA NOTÍCIA ADRA Brasil
Tema é objeto de reflexão nesta sexta-feira, 5 de maio.

Nesta sexta-feira, 5 de maio, celebra-se o Dia Mundial da Higienização das Mãos. A data foi estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a fim de conscientizar a população sobre a importância de lavar as mãos corretamente e com frequência. A medida promove saúde e é essencial na prevenção de doenças infecciosas, como gripes e resfriados.

Se a água não estiver disponível, o uso de álcool em gel também é recomendada, como aconteceu na pandemia de COVID-19, em que tal item tornou-se indispensável no combate à proliferação do coronavírus.

Escassez

Embora haja outros recursos para a higienização, a água sempre estará em primeiro lugar. No Dia Mundial da Higienização das Mãos, vale ressaltar a importância do acesso à água potável e saneamento básico para garantir a saúde e o bem-estar das populações vulneráveis. Em comunidades indígenas do Amazonas, por exemplo, onde esses serviços são escassos em várias regiões, o projeto WASH tem desempenhado um papel fundamental na melhoria da qualidade de vida de seus habitantes.

O projeto Emergência Roraima - WASH (sigla em inglês para Água, Saneamento e Higiene) é uma iniciativa que busca melhorar as condições de acesso à água potável e saneamento básico em comunidades vulneráveis, especialmente nas áreas remotas e de difícil acesso, como é o caso das comunidades indígenas no Alto Solimões, na Amazônia brasileira.

A iniciativa é patrocinada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e implementado pela Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) Roraima.

Qualidade de vida

De acordo com a coordenadora do projeto, Gizele Marques, o Emergência Roraima – WASH existe para viabilizar o consumo saudável de água, além do desenvolvimento e manutenção de infraestruturas de saneamento básico nessas comunidades. Desta forma, o projeto contribui para melhorar a qualidade de vida e promover saúde. Isso inclui a melhoria de Unidades de Saúde em sete aldeias indígenas da região do Alto Solimões, impactando positivamente a vida de mais de dez mil pessoas.

As atividades que acontecem neste projeto visam atingir positivamente as populações que residem em áreas com altos riscos de insalubridade, como Abrigos e Ocupações Espontâneas. Esses locais geralmente não contam com sistemas adequados de esgoto e tratamento de água, o que faz com que as pessoas que vivem ali estejam expostas à diversas doenças que se proliferam facilmente sob essas condições, como as diarreias.

Prática saudável

De acordo com o voluntário Bryan Guillen, que atua no projeto Emergência Roraima – WASH, numa Casa de Saúde Indígena (Casai), os habitantes da região veem a prática da lavagem de mãos como algo muito importante. “Além dos Yanomanis, também atendemos etnias como Ye’kwana e Sanumã. A higiene é algo que ajudamos a conscientizar por aqui, já que há escassez de recursos”, diz.

Segundo o Yanomami Djalma, a higienização das mãos é primordial para o manuseio, principalmente, dos alimentos e de itens usados para a preparação das refeições. “Sabemos que sem a higienização correta das mãos e desses itens, corremos o risco de desencadear doenças. Isso é algo que realmente não queremos que aconteça”, relata.

Gizele explica que as ações do WASH são baseadas em levantamentos prévios realizados junto às comunidades indígenas. “Elas podem incluir a perfuração de poços, execução de torres de abastecimento de água, sistemas de tratamento de água e esgoto, sistemas de coleta de água da chuva e reformas em banheiros, entre outras intervenções”, narra.

Como lavar as mãos corretamente?

Para contribuir com as celebrações do Dia Mundial da Higienização das Mãos, a dermatologista Mara Silveira dá dicas para lavar as mãos corretamente e maneiras de ensinar essa prática às crianças. Veja:

1 - Use água morna: ela ajuda a soltar a sujeira e os germes das mãos.
2 - Use sabão: o suficiente para cobrir todas as superfícies das mãos. O sabão ajuda a matar germes e bactérias que podem causar doenças.
3- Esfregue as mãos: juntas, por pelo menos 20 segundos. Certifique-se de esfregar todas as superfícies delas, incluindo entre os dedos, debaixo das unhas e o dorso das mãos.
4 - Enxágue: use água corrente morna, certificando-se de remover todo o sabão.
5 - Seque as mãos: use uma toalha limpa ou papel toalha. Se possível, evite toalhas compartilhadas, pois elas podem espalhar germes.
6 - Álcool em gel: Se não houver água e sabão disponíveis, use um desinfetante para as mãos a base de álcool para limpar as mãos.

Agora que você já sabe como lavar as mãos adequadamente, ensine essa prática às crianças:

1 - Ensine pelo exemplo: demonstre como lavar as mãos corretamente para a criança.
2 - Fale sobre germes: explique sobre germes e como eles podem deixar as pessoas doentes.
3 - Cante uma música: ensine uma música divertida ou cante junto enquanto a criança lava as mãos para que ela possa se divertir enquanto aprende.
4 - Use uma recompensa: dê à criança um adesivo ou outro tipo de recompensa depois que ela lavar as mãos corretamente.
5 - Faça disso um hábito: lave as mãos com a criança várias vezes ao dia, especialmente antes das refeições e depois de usar o banheiro, para que ela desenvolva o hábito de lavar as mãos regularmente.

Lavar as mãos é uma habilidade importante que pode ajudar a proteger a saúde da criança e de outras pessoas ao seu redor. Certifique-se de ensinar e incentivar a lavagem das mãos com frequência.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp