Marco Aurelio Marcucci (Republicanos) apresenta propostas para Joinville

O candidato é o terceiro concorrente a responder as perguntas feitas pelo Agora Joinville

Por Beatriz Kina 17/10/2020 - 12:45 hs
Foto: Foto: Divulgação/ Rede Social

Com as eleições agendadas para o dia 15 de novembro e, em caso de segundo turno, dia 29 de novembro, o Agora Joinville abriu espaço para os candidatos à prefeitura de Joinville apresentarem propostas sobre temas de interesse público. 

Todos os 15 candidatos tiveram o mesmo tempo para responder todas as perguntas e, em respeito aos que responderam dentro do prazo, respostas encaminhadas depois da data final não serão consideradas. 

Foram 13 perguntas iguais feitas aos candidatos. Todos os dias uma matéria será publicada com as respostas de um(a) candidato(a) considerando a ordem de envio. 

Ontem (16), Tânia Eberhardt (Cidadania) foi a segunda a responder a essa série de entrevistas. Hoje, Marco Aurelio Marcucci (Republicanos) é quem responde. 

Agora Joinville - Nos últimos anos Joinville observa uma insatisfação recorrente por parte de professores da rede municipal de ensino devido a desvalorização desse profissional. Essa desvalorização resulta em greves anuais e acordos que não atendem às expectativas desses trabalhadores. Qual é o diferencial do plano de governo do(a) candidato(a) para a valorização desses servidores?

Marco Aurelio Marcucci (Republicanos) - O projeto é elevar a auto-estima do servidor, com a valorização do profissional da área da educação com incentivos à qualificação e   eleição direta para coordenação e direção, desde que cumprido os requisitos objetivos. Atualmente, o servidor está desmotivado, desencantado com a administração.

Agora Joinville - Hoje a cobertura e tratamento de esgoto chega a apenas 39% da cidade. Se eleito(a), até o final do mandato, a quantos % o(a) candidato(a) pretende expandir esse número? O que te faz acreditar que esta meta é possível? 

Marcucci - Joinville possui uma arrecadação destacada no cenário nacional, todavia,  o saneamento básico é de um terço das moradias. Nosso governo pretende alcançar a meta de no mínimo 50%  das unidades mobiliárias da cidade.  A  meta será prioridade, juntamente com a Companhia Águas de Joinville, que passou a ser uma empresa pública em 2019,  e que agora, sob gestão da nova administração, deverá focar no aumento da capacidade de tratamento de esgoto de Santa Catarina.

Agora Joinville - Joinville é chamada de “Cidade das Flores” e “Cidade da Dança”, mas não é isso que se vê diariamente. Quais projetos são cruciais para que a cidade possa retomar esses títulos?

Marcucci - As belezas naturais de Joinville, juntamente com o portfólio da dança, fazem de nossa cidade um destaque à nível internacional.  Precisa que a administração pública leve o cidadão até o evento, até o palco da dança, até o local de acesso à cultura, sem custos, sem ônus. O morador de Joinville, não tem acesso a nenhum evento que seja gratuito.   Isso será modificado em nossa administração.

Agora Joinville - Com o impacto da pandemia, muitos joinvilenses perderam o emprego. Se eleito(a), qual a primeira decisão do governo para impulsionar a economia na cidade? 

Marcucci - Nossa cidade sofre o impacto de forma brutal, posto sermos eminentemente industrial.   Temos como meta aumentar a quantidade de empregos formais, com incentivo ao pequeno e médio empresário.  Nos últimos oito anos, a administração municipal dificultou a concessão de alvará de localização, alvará de construção,  e outras demandas que são de cunho operacional do Município. Nossa administração tem por objetivo o incentivo à esses empresários, que encontram as portas fechadas dos órgãos públicos.

Agora Joinville - Em julho de 2019 o secretário de Assistência Social de Joinville, Vagner Ferreira de Oliveira, estimou que existem em Joinville cerca de 800 pessoas em situação de rua na cidade. Como o(a) candidato(a) pretende acolhê-las? 

Marcucci - Todos os ocupantes e  moradores de espaço público serão atendidos e cadastrados pelas instituições municipais  competentes; os desvalidos, terão aporte municipal para qualificação profissional,  encaminhamento a colocação no mercado de trabalho ou mesmo iniciar seus próprios negócios. Os que encontram-se em situação de rua com a finalidade da prática usual de delitos e infortúnios, serão encaminhados  às autoridades competentes para a devida apuração de sanção penal.

Agora Joinville - Há mais de 20 anos Joinville permanece com as mesmas empresas de transporte coletivo na cidade. O valor da passagem segue aumentando. O candidato(a) pretende abrir licitações para que novas empresas possam oferecer o serviço?

Marcucci - As empresas concessionárias de transporte coletivo, passarão sob o crivo da administração municipal.  Não haverá reajuste da tarifa de transporte urbano, somente sob ordem judicial.  A concessão será revista, mediante ofício ao Ministério Público Estadual, cuja essência é ser fiscal da Lei, para que se apure a transparência e validade do contrato atualmente aplicado.

Agora Joinville - Joinville tem atualmente 669 quilômetros sem nenhum tipo de pavimentação. Para o seu governo, a prioridade será a manutenção de ruas já asfaltadas ou pavimentação de novas ruas?

Marcucci - Pretendemos tornar Joinville uma cidade agradável de se viver, com as ruas pavimentadas e qualidade de vida. Para tanto, utilizaremos areia das fundições, o que vai baratear a implantação da pavimentação nas ruas não asfaltadas.

Agora Joinville - Alguns bairros de Joinville sofrem constantemente com a falta de água. Qual o projeto de governo do(a) candidato(a) para que essa não seja mais um realidade da cidade?

Marcucci - O Prefeito Municipal tem total gerência sobre a Companhia Águas de Joinville, que é empresa pública. O desabastecimento em alguns bairros deve ser apurado e responsabilizado o setor competente com as penalidades previstas na administração pública. É inadmissível que numa cidade onde jorram as nascentes,  alguns moradores padeçam por tal motivo.

Agora Joinville - Nos nove primeiros meses deste ano o número de microempreendedores individuais (MEIs) aumentou cerca de 14% no país. Qual é o projeto de governo do(a) candidato(a) que pretende incentivar os MEIs de Joinville?

Marcucci - Joinville tem um povo batalhador, que labuta diariamente sua qualidade de vida.  A Administração municipal estará ao lado desse povo trabalhador, incentivando o pequeno e médio empresário, agilizando a concessão de alvará de localização e  alvará de construção, objetivando o incentivo à esses empresários.

Agora Joinville - O joinvilense tem muitas ressalvas a respeito de processos muito burocráticos na cidade, o que o(a) candidato(a) pretende fazer em relação a isso? Qual é a prioridade?

Marcucci - O munícipe hoje tem as portas fechadas na Prefeitura. Nosso governo será de transparência e agilidade.  Priorizamos a facilidade da vida do cidadão.  O joinvillense poderá entrar em qualquer órgão da Prefeitura e sair dali com sua demanda atendida. É o objetivo do governo, DO POVO PARA O POVO.

Agora Joinville - O estacionamento rotativo foi um projeto implementado durante o governo do atual prefeito, o(a) candidato(a) pretende fazer alguma manutenção?

Marcucci - a judicialização do estacionamento rotativo requer seja transitado em julgado qualquer decisão sobre o estacionamento. A continuidade do estacionamento rotativo está diretamente ligada com a decisão emanada do Poder Judiciário.

Agora Joinville - O mirante e o zoobotânico de Joinville são procurados para caminhadas e passeios, o(a) candidato(a) tem outro projeto para criar uma área de lazer para a população?

Marcucci - O Mirante nunca mais será o mesmo após minha administração.  Nos moldes de grandes cidades que visam trazer qualidade de vida ao cidadão,   o Joinvillense contará com uma área de lazer segura, com excelente infra-estrutura, totalmente livre de pagamento, com amplo estacionamento, área de higienização,  local de bem-estar animal, dentre outros diferenciais que serão implantados.

Agora Joinville - O que te diferencia dos demais candidatos? 

Marcucci - O grupo político e empresarial que comanda Joinville, está no poder há mais de 20 anos, atrasando o desenvolvimento da cidade, mantendo apenas seus próprios interesses em pauta.  Nossa administração visa quebrar esse estigma de controle estatal,   será um governo DO POVO PARA O POVO.

Na publicação de amanhã (18), você verá as respostas do candidato Anelisio Machado (Avante)