22/07/2022 às 16h46min - Atualizada em 25/07/2022 às 06h20min

67% dos brasileiros não possuem apoio da empresa em que trabalham para cuidar da saúde mental

Dados mostram que a visão de empresa que se preocupa com o bem-estar mental dos seus funcionários ainda é privilégio de uma bolha muito restrita

SALA DA NOTÍCIA Yuri Carvalho
http://www.onthego.com.br/
Pixabay

Uma pesquisa divulgada pela On The Go Research Tech no mês junho revelou como o brasileiro avalia sua saúde mental atualmente, quais artifícios utilizados para mantê-la em dia e como diversos fatores, como a pandemia e o trabalho, por exemplo, afetam tudo isso. Dentro do recorte do trabalho, um dado da pesquisa chama à atenção: 67% dos trabalhadores não possuem apoio da empresa em que colaboram para cuidar de questões ligadas à saúde mental. 

No estudo, com base em participantes de todo o país, os dados mostram que a visão de empresa preocupada com o bem-estar mental dos seus funcionários ainda é privilégio de uma bolha muito restrita: 63% declaram não possuir nenhum programa de bem-estar/saúde mental no trabalho. Esse percentual é ainda mais alarmante entre trabalhadores jovens de 18 a 24 anos (77%), da classe C (72%) e de cidades menores (71%).

Os mais jovens são os que possuem maior dificuldade em enxergar a empresa como apoiadora das questões de saúde mental. Enquanto 46% dos entrevistados discordam da afirmação "a empresa em que trabalho me dá suporte para questões de saúde mental", entre os jovens de 18 a 24 anos, o nível de discordância aumenta para 65%.

De forma geral, os trabalhadores não se vêem amparados pelas empresas. Inclusive, 55% dos participantes do estudo não se sentem à vontade nem mesmo para expressar seus sentimentos dentro do trabalho.

“Desde o início da pandemia em 2020, com a mudança brusca das rotinas ‘normais’ das pessoas, nós sentimos a necessidade de falar com os brasileiros. Fizemos alguns estudos bacanas em áreas específicas como entretenimento, sentimentos, finanças, beleza… agora, em 2022, a gente enxerga quase que como um final desse ciclo exploratório. Sabemos que o problema da COVID não acabou e que ainda pode levar um tempo até que tudo volte ao normal. Mas, com a retomada da maioria das atividades e com um cenário externo bastante conturbado, com guerra, ano eleitoral e inflação acontecendo, nós acreditávamos ser importante saber como os brasileiros estavam encarando tudo isso do ponto de vista da saúde mental. E, sob a ótica do trabalho, é interessante notar como as demandas dos trabalhadores se moldaram a tudo isso. Mais do que ser valorizados e bem remunerados, os trabalhadores também querem ser ouvidos. É importante levar isso em consideração não só na hora de implementar ações ou programas de bem-estar, mas até na própria construção da cultura empresarial, que passa pelo senso de pertencimento desses colaboradores” afirma João Calixto, CEO da On The Go. 

A adaptação pós-pandêmica criou um cenário de maior demanda de empatia por parte dos funcionários. Implementar ações e políticas que visam o bem-estar dos trabalhadores pode trazer grandes oportunidades para as empresas que desejam ir além do discurso clichê visto nas redes sociais.

Implementar ações voltadas a atender o bem-estar mental do trabalhador se traduz em uma maior retenção de funcionários qualificados, assim como pode ser um diferencial na hora de contratar novos talentos. E claro, no fim do dia tudo isso impacta no desempenho e lucratividade da empresa.

Sobre a On The Go Research Tech

A On The Go Research Tech é uma metodologia de pesquisa que utiliza chatbots e inteligência artificial para criar pesquisas conversacionais em escala.

Para quem responde a pesquisa, isso se traduz em engajamento, com uma experiência de pesquisa mais natural e envolvente. Para empresas, agências e times de pesquisa, significa obter feedbacks qualificados capazes de gerar insights mais inspiradores de maneira contínua e ágil.

Sobre a On The Go

A On The Go surgiu com uma missão clara: transformar a pesquisa de mercado digital em uma experiência mais natural, ágil e inspiradora. Foi no ano de 2016 que o ex-planner João Calixto percebeu que grande parte das ferramentas de pesquisa disponíveis no digital eram meras adaptações grosseiras e pouco intuitivas das pesquisas analógicas convencionais. Além de serem maçantes e monótonas, essas adaptações sub aproveitavam o potencial de conexão com os consumidores reais, gerando grande risco a bons projetos de pesquisa que recebem dados enviesados e de baixa qualidade.

O trabalho da On The Go é transformar a pesquisa em uma conversa com a ajuda da tecnologia de chatbots e inteligência artificial. Essa mistura faz com que a pesquisa seja mais natural para quem responde, produzindo insights mais inspiradores para os times de pesquisa. Com um desenvolvimento pensado e otimizado para o universo mobile, a empresa consegue que sua pesquisa alcance as pessoas que você deseja, no local onde elas já estão acostumadas, proporcionando um engajamento real. Tudo isso sem a necessidade de baixar programas ou aplicativos externos, com uma ferramenta 100% web based.

Para saber mais, acesse: www.onthego.com.br


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp