17/06/2022 às 19h06min - Atualizada em 18/06/2022 às 06h20min

Albertina Prates traduz a interferência do ser humano no planeta com pinturas em dimensões gigantes na individual "Oculus", no Centro Cultural Correios RJ

Com a curadoria da Tartaglia Arte de Roma, artista traz em suas telas sensualidade, paixão e questionamentos, com proposta atemporal.

SALA DA NOTÍCIA PAULA MARIA CORREA RAMAGEM SOARES
Paula Ramagem
Divulgação
 
 
A artista plástica Albertina Prates apresenta, na exposição "Oculus"pinturas em dimensões gigantes, com proposta  atemporal, pois fala do ser humano - homens, mulheres e crianças, em sua humanidade. Na composição das obras, o nu é o ponto de partida e  a vestimenta indica o tempo, produzindo pensamentos e criando perturbações, levando o espectador a estabelecer uma relação entre a natureza, a vida humana e sua interferência sobre outros seres vivos no planeta.


A mostra, que está exposta no Centro Cultural Correios Rio de Janeiro, com curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, pode ser visitada até o dia 09 de julho, nas salas A, 1 e 2 do terceiro andar. 
 
"...As imagens de Albertina Prates nos convidam a sair da posição confortável de senhores da visão, levando-nos a situações de vertigens ou de pequenos imprevistos, fazendo-nos atravessar a estrutura da vigília e alcançar a sonoridade de situações silenciadas e indizíveis..." Lígia Czesnat - Professora do Departamento de História -UFSC e Artista Plástica.
 
Albertina Prates apresenta pinturas de dimensões gigantes. Para além de uma produção estética, suas pinturas podem ser consideradas como ato de produzir pensamento, demandar uma perturbação, um ruído, uma fissura. Albertina leva o espectador a estabelecer uma relação entre a natureza, a vida humana e sua interferência sobre os outros seres vivos no planeta.


"As figuras de arquétipos mitológicos transitam no campo conceitual. E, antagonicamente, num plano mais contemporâneo, na linguagem que constituI o humano, reverberando as pesquisas de manipulação genética que se oferecem como um fio condutor ao estranhamento ... a de que os seres humanos se estimulam a serem CO-CRIADORES com DEUS.. E,  nessa travessia,  a artista propõe reflexões às circunstâncias que resguardam os elos entre a terra e o homem - o homem, o céu e seu Deus. Sua poética se dá da obra para o planeta com sua fauna e flora, e a referência é o fazer HUMANO, onde se reconhece sua solidão indômita, sua força atávica, sua fragilidade e sua necessidade nata de conexão com o DIVINO, ", explica.


SOBRE ALBERTINA PRATES


Nascida em Criciúma, trabalha e mora em Florianópolis/SC desde 1975. “Na composição de minhas obras, o nu é o ponto de partida - a vestimenta indica o tempo e a minha proposta é o ATEMPORAL,  pois falo do 'SER - HUMANO' : homens, mulheres, crianças e sua HUMANIDADE", explica a artista.  Admira  William Blake, Lucian Freud e Francis Bacon.
Formou-se em Artes plásticas - UDESC. Pós-graduada em Gerontologia - UFSC e em Artes Visuais Contemporâneas - UDESC.
Foi apresentadora do VARIEDADES Jornal do Almoço - TV RBS.  Atuou no cinema e no teatro como atriz, cantora, figurinista e direção artística.
Nas escolas de samba, como Carnavalesca, criando enredos, figurinos, carros e alegorias. Ilustrou livros de Odir Nascimento e Vilson Francisco de Farias. Criou o selo de emissão especial “Área de proteção Ambiental da Baleia Franca”. Criou cartões telefônicos - Brasil Telecom - Edição Colecionador.
Participou de Salões de Artes Contemporânea em Blumenau e Itajaí/SC. Criou grandes painéis em mosaico e em pintura acrílica em importantes obras públicas de SC. Tem pinturas espalhadas pelo Brasil e Europa em coleções particulares. Participa de exposições coletivas e individuais desde 1973.
A obra “BEEMOT” recebeu prêmio de reconhecimento em Belgrado (medalha de prata) - Serbia - Museum Night 2013
A obra “CASULO” recebeu prêmio de reconhecimento em Budapeste (medalha de ouro) - Nádor Galéria - e participou de uma exposição coletiva itinerante por Viena, Madri e Berlim (2013).
A obra "CHEIRO DE JARDIM” está catalogada no livro do Salon SNBA - Carrousel Du Louvre - Paris (2013).
A obra ¨CHEIRO DE JARDIM III¨ recebeu prêmio (medalha de prata) no SALÃO INTERNACIONAL DE ARTE - Araras/SP (2013).
Integra, como artista plástica, o livro ANTOLOGIA - 10 anos - ACALI - Academia Catarinense do livro (2013).
Seu nome consta do livro de Artes “INDICADOR CATARINENSE” - MASC.
Participa do Catálogo de Arte e do Anuário de Arte - ARTE ATUAL - Salvador/BA (2014)
Recebeu prêmio (medalha de bronze) SBBA - Rio International Exhibition - Rio de Janeiro (2014)
Participou da II BIENAL Internacional de Arte Contemporânea - Argentina (2014)
Participa do livro “ARTE BRASILEIRA NA CONTEMPORANEIDADE" - São Paulo e Nova York - Ed. Ornitorrinco (2016)
Participou da Bienal de Curitiba - Filme da Cineasta Mara Salla - Curta vídeo-Arte - "A ARTE QUE ME HABITA" (2017 e 2018).
  
 
SOBRE A TARTAGLIA ARTE

A Tartaglia Arte foi fundada em 1950 como um estúdio de pintura pelo artista Piero Tartaglia, então conhecido como Piery. Após alguns anos, criou um ponto de referência e encontro cultural com outros artistas e jovens talentos onde, sob a orientação do Mestre, desenvolveram seu estilo pessoal. A paixão avassaladora de Tartaglia  pela expressão pictórica com explosões de cor pura e contrastes violentos que tornam a tela viva, deu vida à Escola do Disgregacionismo.  Posteriormente fundou as Galerias, para exposição permanente de seus trabalhos e os de seus alunos, e que hoje são dirigidas pelo filho Riccardo.

O amor pela arte e uma visão cultural ampla são as peculiaridades deste grande artista, e representam sua herança moral e espiritual. Herança que continua sendo representada por Riccardo Tartaglia, que trabalha com a mesma seriedade e tenacidade na propagação da arte, através de exposições e eventos internacionais. Mas tudo com a assinatura de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez (Membro da Academia de Belas Artes do Rio de Janeiro e Embaixatriz Cultural com Honoris Causa, pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina - Honra da Arte de Florianópolis), o que confere um atestado de credibilidade e sensibilidade criativa.
Site: tartagliaarte.org
 

SERVIÇO
 
Exposição: "Oculus"
Artista: Albertina Prates @albertinaprates
Curadoria: Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez
Instagram: @riccardotartaglia @reginanobreztartaglia
 
Visitação: 27 de maio a 09 de julho de 2022
Assessoria de Imprensa: Paula Ramagem
Realização: Tartaglia Arte
Apoio: Consolato Onorario Italiano - Florianópolis/SC / CIB-SC/ Centro Cultural Correios /  Paula Ramagem Comunicação
 
Local: Centro Cultural Correios RJ -  3º andar - Salões A, 1 e 2 
Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro - RJ
Tel: (21) 2253-1580
De segunda a sábado, das 12h às 19h
Entrada: gratuita
Classificação: livre

Como chegar: metrô (descer na estação Uruguaiana, saída em direção a Rua da Alfândega); ônibus (saltar em
pontos próximos da Rua Primeiro de Março, da Praça XV ou Candelária); barcas (Terminal Praça XV); VLT (saltar na
Av. Rio Branco/Uruguaiana ou Praça XV); trem (saltar na estação Central e pegar VLT até a AV. Rio
Branco/Uruguaiana).
Informações: (21) 2253-1580 / E-mail: centroculturalrj@correios.com.br
A unidade conta com acesso para pessoas cadeirantes e limita a quantidade de visitantes, visando a não
aglomeração. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp