25/04/2022 às 13h18min - Atualizada em 26/04/2022 às 06h20min

Covid-19: Comitê Científico recomenda fim do passaporte vacinal no Rio

Recomendação será avaliada, uma vez que, por decreto, o passaporte deixaria de ser cobrado com 70% da população vacinada com a dose reforço e percentual ainda está em 62%.

SALA DA NOTÍCIA Agência Brasil
https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2022-04/covid-19-comite-cientifico-recomenda-fim-do-passaporte-vacinal-no-rio

O Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 (CEEC) do município do Rio de Janeiro, conhecido como Comitê Científico, recomendou que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) suspenda temporariamente a cobrança do comprovante de vacinação contra a covid-19 para entrada em ambientes fechados.



O chamado passaporte vacinal foi instituído na cidade no dia 15 de setembro do ano passado para incentivar a vacinação contra a covid-19 e, consequentemente, diminuir a transmissão da doença.



A decisão foi tomada em reunião, na manhã de hoje (25). “A proposta foi baseada no atual panorama epidemiológico, que se mantém favorável e estável, e pode ser alterada caso haja mudança neste cenário”, diz a nota da SMS.



A secretaria informou que a recomendação será avaliada. Os parâmetros publicados em decreto em março indicavam que o passaporte deixaria de ser cobrado quando 70% da população tivesse recebido a dose de reforço da vacina contra covid-19. Porém, esse percentual está em 62,3%.



A próxima reunião do comitê está marcada para o dia 16 de maio.



Vacinação



O Comitê também pediu que o município receba, com urgência, mais doses da vacina da Pfizer, para dar continuidade à imunização da população. Até o momento, 133.730 crianças de 5 a 11 anos ainda não foram imunizadas contra covid-19. Considerando toda a população-alvo da campanha, 92,3% das idades contempladas tomaram as duas doses ou dose única do esquema básico.



Apenas 36,4% da população com mais de 80 anos compareceu aos postos para tomar a segunda dose de reforço. O novo calendário prevê vacinar pessoas com 70 anos, ou mais, a partir da próxima quarta-feira (27), idosos com 65 anos, ou mais, a partir de 4 de maio e aqueles com 60 anos, ou mais, a partir de 11 de maio.





Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se as eleições fosse hoje, para quem você votaria para presidente da República no primeiro turno (2022)

76.6%
17.8%
1.1%
0.3%
3.1%
0.6%
0.6%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp