Confira mais detalhes sobre a operação de combate de ligações clandestinas na praia do Ervino

Em operação realizada nesta quinta-feira, 28 de novembro, que durou quase duas horas, na praia do Ervino, em São Francisco do Sul, a Celesc efetuou o corte de ligações clandestinas que forneciam energia para 100 residências.

Por Redação Agora Joinville 29/11/2019 - 11:05 hs
Foto: Celesc - Núcleo Norte

Também foram desligados 20 pontos irregulares que distribuíam energia para outras 100, totalizando 200 residências /comércio. Essa é a segunda etapa da ação que envolveu 60 profissionais da Celesc, 40 policiais militares (cavalaria e tático). A primeira aconteceu em julho deste ano com o desligamento de 170 ligações clandestinas em residências.

 

A região tem aproximadamente 5,6 mil residências (2,5 mil registrados na Celesc) e cerca de 3 mil irregulares por estarem em área ambientalmente protegida. Esse tipo de ligação é crime e oferece risco à vida e ao patrimônio, além de afetar a qualidade da energia fornecida aos consumidores regulares. "Importante ressaltar que no loteamento, os consumidores com energia suspensa, podem ter suas ligações regularizadas. Para isso, basta solicitar a  autorização para ligação de energia elétrica junto à Secretaria Municipal do Meio Ambiente de São Francisco do Sul e pedir a ligação regular para Celesc", explicou o gerente regional do Núcleo Norte, Wagner Vogel.

 

O trabalho é realizado em conjunto com o Ministério Público de Santa Catarina, a Polícia Militar, a Polícia Civil e a Prefeitura com o objetivo de regularizar as ligações de energia elétrica na praia do Ervino, em São Francisco do Sul.