02/02/2021 às 14h32min - Atualizada em 02/02/2021 às 14h32min

Vereadores adotam medidas econômicas para melhorar imagem com joinvilenses

Em coletiva de imprensa, presidente fala sobre câmara independente

Beatriz Kina
Jacson Carvalho
Em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (2), o presidente da Câmara de Vereadores de Joinville, Maurício Peixer (PL), a vice-presidente, Tânia Larson (PSL) e o vereador Érico Vinícius (Novo), que também compõe a mesa diretora, divulgaram as medidas adotadas para a CVJ. 

As medidas são principalmente para economia de verba com objetivo de melhorar a imagem da câmara com os joinvilenses. “Sabemos que a câmara teve e tem muito desprestígio”, disse Peixer. Entre as medidas, está o corte total de diárias para os vereadores. Agora, apenas a passagem será paga utilizando a verba, porém diárias e outros serviços devem ser pagos pelo vereador. 

Os cursos, que também eram realizados em outras cidades, serão trazidos para dentro da câmara. 

Outra medida econômica é em relação a verbas de gabinete. Cada vereador tinha direito a uma verba de R$ 3.000,00 mensais que será extinta. Ao final do mandato, a economia com o corte da verba deve chegar a mais de R$ 2,7 milhões. 

O contrato sobre o uso de celular também está em revisão, mas, segundo o presidente da câmara, não é possível cancelá-lo porque a multa rescisória tem um valor alto. De acordo com o documento, é possível apenas fazer um corte de 25%, mas, ao final do ano, o benefício deve ser cortado em quase 100%.

Custos com cópias, papel e aluguel de carros também serão diminuídos. 

Todas as economias voltam para o executivo. Segundo a vice-presidente, Tânia Larson, a câmara não sabe em que o prefeito investe o dinheiro. 


Foto: Beatriz Kina

Peixer também anunciou reformas na estrutura da câmara para consertar pisos quebrados e fazer a instalação de piso tátil. Além disso, o presidente comentou sobre a CPI do Rio Mathias que teve a primeira reunião na manhã de ontem. “Não vai terminar em pizza, mas também não vai prender ninguém”, comentou. 

O presidente comentou que a cidade também fará um levantamento da quantidade de moradores em situação de rua. Segundo Maurício, 80% dessas pessoas não são joinvilenses, por isso, o objetivo será enviá-las às próprias famílias na cidade natal. 

Leia também: Joinvilenses podem ter acesso a notícias da Câmara de Vereadores na palma da mão




Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.2%
6.1%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp