29/12/2021 às 06h48min - Atualizada em 29/12/2021 às 09h52min

Retrospectiva 2021: confira as principais notícias de outubro

País atingiu a marca de 600 mil mortes causadas pela covid-19. Porém, seis meses após ápice da pandemia, Ministério da Saúde registrou queda de quase 90% nos óbitos.

SALA DA NOTÍCIA Agência Brasil
https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-12/retrospectiva-2021-confira-principais-noticias-de-outubro

O Brasil atingiu, no dia 8 de outubro, a marca de 600 mil vidas perdidas para a covid-19. Porém, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontou a desaceleração dos casos e mortes causados pela doença. Logo no dia 1º, estudo mostrou redução nos números absolutos de óbitos de 42,6% e de internações de 27,7%.



No dia 19, foi anunciado que, seis meses após o registro da maior média móvel de mortes durante a pandemia, verificado em 19 de abril, em outubro a queda no número de óbitos foi de quase 90% – tendência que se acumulava desde junho. 



Assista na TV Brasil





 



A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado foi finalizada no fim do mês, mais precisamente no dia 26. O documento final, elaborado pelo relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL), continha 1.299 páginas e pedia o indiciamento de 78 pessoas, entre elas o presidente da República, Jair Bolsonaro.




Sessão para leitura do relatório da CPI da Pandemia.

Sessão para leitura do relatório da CPI da Pandemia.






Sessão para leitura do relatório da CPI da Pandemia. - Marcelo Camargo/Agência Brasil



O Ministério Público de São Paulo (MPSP) passou a investigar denúncias de que a operadora de saúde Prevent Senior, teria utilizado o chamado kit covid em pacientes que acabaram morrendo. O órgão investiga a relação entre as mortes e administração dos medicamentos.



Combustíveis



O Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) aprovou, por unanimidade, no dia 29, o congelamento do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado nas vendas de combustíveis por 90 dias, como forma de tentar conter a alta nos preços.



Veja na TV Brasil





 



Pandora Papers



Uma investigação de um consórcio internacional de jornalistas com base em documentos vazados – chamada de Pandora Papers – revelou a existência de offshores no nome do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. No mesmo dia em que as informações foram divulgadas, os ministros disseram que as empresas foram declaradas à Receita Federal, à Comissão de Ética Pública e às demais autoridades brasileiras competentes e que não havia violação à legislação.



Sem redes sociais



No início do mês, no dia 4, o Facebook, o WhatsApp e o Instagram ficaram inacessíveis no início da tarde e começaram a ser restabelecidos para os usuários apenas por volta das 19h20 do mesmo dia. 




Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Em quem você votaria para Governador de SC no segundo turno?

12.0%
88.0%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp