Centro de Valorização da Vida procura novos voluntários em Joinville

O CVV é uma instituição sem fins lucrativos que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio

Por Redação Agora Joinville 13/03/2019 - 09:59 hs
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Ter mais de 18 anos, tempo disponível para os plantões semanais e estar disposto a acolher pessoas desconhecidas de maneira sigilosa e fraterna. Esses são os requisitos para se tornar um voluntário do Centro de Valorização da Vida (CVV), instituição civil sem fins lucrativos que oferece apoio emocional e prevenção do suicídio gratuitamente em todo o país há 57 anos. No dia 23 de março, próximo sábado, o CVV vai oferecer um curso de capacitação para voluntários em Joinville


A ação faz parte da força tarefa de seleção de novos voluntários realizada todos os anos em março, mês no qual é comemorado o aniversário de fundação da instituição, criada em 1962


Durante o evento, que será realizado no auditório da sede do Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, na rua Jaguaruna,13, no Centro, das 8h30 às 18h30, os participantes poderão se inscrever como voluntários. A inscrição também pode ser feita pelo site do CVV, e, para moradores de Joinville, pelo e-mail joinville@cvv.org.br ou What’sApp 47- 9 9718-7678.


A instituição oferece atendimento gratuito através do telefone 188, pelo chat, e-mail ou diretamente em um dos postos de atendimentos. Em Joinville, o CVV atende na sede dos Bombeiros Voluntários de Joinville, das 7h30 às 11h30, diariamente. 


O Centro de Valorização da Vida conta com 3 mil voluntários no Brasil e 104 postos de atendimento. Em 2018, a instituição realizou 3 milhões de atendimentos. A entidade é independente, sem vínculos políticos, religiosos, com a iniciativa privada ou outras instituições. Desde sua fundação, a instituição é movida exclusivamente por voluntários. A entidade realiza também ações presenciais, como palestras, Curso de Escutatória e grupos de apoio a sobreviventes do suicídio (Gass).


Suicídio mata mais do que Aids


Segundo dados do Ministério da Saúde, o suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que a Aids e muitos tipos de câncer, porém, a estimativa é de que 9 de cada 10 casos podem ser prevenidos. O movimento Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, iniciado em 2015, visa sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão.