15/01/2021 às 00h00min - Atualizada em 15/01/2021 às 00h00min

Entenda o que está acontecendo em Manaus

Redação Agora Joinville
Bruno Kelly/Reuters
Um assunto que tem recebido atenção nas últimas semanas e tem provocado indignação de toda a população é a tragédia registrada em Manaus. Nas últimas semanas, a capital do Amazonas vem sofrendo com o aumento desenfreado dos casos de covid-19 e nessa quinta-feira (14) a situação piorou com a falta de cilindros de oxigênio para pacientes internados devido a complicações da doença. 

Desde o início da semana já existem informações sobre a capacidade de produção dos cilindros. Segundo a empresa responsável, Manaus está com um consumo de oxigênio seis vezes maior, o que faz com que a produção não seja suficiente para suprir a necessidade. Neste mês de janeiro, Manaus já bateu recordes de internações pela doença. 

 "A companhia está deslocando uma quantidade expressiva de equipamentos criogênicos de grande porte de outros estados, entre carretas e isotanques, carregados com toneladas de oxigênio. A White Martins também mobilizou motoristas, supervisores de operação e outros profissionais especializados que seguiram para Manaus e estão trabalhando 24 horas por dia para aumentar a capacidade logística e a produção na região", informou a empresa na segunda-feira (11) para o G1. 

Nessa quinta-feira (14), vídeos começaram a circular nas redes sociais com pessoas denunciando a falta de oxigênio nas redes hospitalares. A técnica de enfermagem aposentada Solange Batista está com a irmã internanda no Hospital Universitário Getúlio Vargas. A irmã seria transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas devido a falta de cilindros de oxigênio não foi possível. "Hoje nos foi comunicado que não tem oxigênio. A saturação dela está em quase 60%. E não é só ela. Vários pacientes estão na mesma situação. Isso é um descaso. Um descaso. Descaso. Dentro de um hospital federal como esse não ter oxigênio? Eu ter que comprar? Espero que as autoridades, o governo, alguém possa nos ajudar."

Em pronunciamento, o Hospital Universitário Getúlio Vargas informou que está ciente da falta de oxigênio e que isso tem afetado toda a cidade de Manaus. No texto, o hospital ainda afirma que apoia as ações do Ministério da Saúde e que tem um contrato vigente para o fornecimento do insumo, mas que ainda assim não atende a demanda. 

Ações do Ministério da Saúde

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, reconheceu nessa quinta-feira (14) que há um novo colapso no sistema de saúde de Manaus em decorrência da pandemia de covid-19. Pazuello participou da live semanal do presidente Jair Bolsonaro, transmitida pelas redes sociais. 

"Eu considero que sim, há um colapso no atendimento de saúde em Manaus. A fila para leitos cresce bastante, já estamos hoje com 480 pessoas na fila. E a realidade da diminuição na oferta de oxigênio – não é a interrupção, senhores, é a diminuição na oferta de oxigênio. Todo o tratamento da covid é baseado em alguma oferta de oxigênio. Estamos priorizando esse oxigênio para atender as UTIs [unidades de terapia intensiva]", disse. 

De acordo com o ministro, um total de seis voos da Força Aérea Brasileira (FAB) levará um estoque adicional de cerca de 30 mil metros cúbicos de oxigênio à capital amazonense ao longo dos próximos dias. Também está previsto, segundo ele, o envio de oxigênio por vias fluvial e terrestre a partir de Belém e Porto Velho.  Nos últimos dias, apenas na capital amazonense, a demanda diária de oxigênio chega a ser de cerca de 75 mil metros cúbicos, como informou o próprio Pazuello.

Políticos se pronunciam e artistas tomam iniciantiva

A gravidade da situação na cidade comoveu muitas pessoas e políticos e artistas não deixaram de comentar sobre. Confira: 

Rodrigo Maia, presidente da Câmara

"A falta de oxigênio em Manaus, o atraso na vacina, a falta de coordenação com estados e municípios são resultado da agenda negacionista que muitas lideranças promovem. Está na hora de todas as forças se unirem para salvar vidas. É fundamental - como defendi em dezembro com outros parlamentares - que o Congresso retome suas atividades na semana que vem."

Davi Alcolumbre, presidente do Senado

"Acompanho, junto ao governo federal, a situação gravíssima de Manaus, com a nova onda de Covid no Amazonas. Em contato com os senadores daquele estado, coloquei o Congresso Nacional à disposição do que for necessário para minorar o sofrimento desses brasileiros."

Whindersson Nunes, youtuber

"Providenciando 20 cilindros de 50L de oxigênio pra distribuir nas unidades mais urgentes em Manaus! Alô meus amigos artistas! Na hora de fazer show é tão bom quando o público nós recebe com carinho né, vamos retribuir????"

Whindersson movimentou uma rede de apoio de artistas e conseguiu doação para compra de mais de 100 cilindro de 50l de oxigênio. 

Joelma, cantora

"OXIGÊNIO PARA MANAUS!

A situação é desesperadora! Espero um posicionamento das autoridades! #SOSManaus"

Marcelo Adnet, humorista

"A pressão de diversas autoridades de última hora convocadas para destruir o que restou de nosso chão funcionou! Manaus cancelou seu lockdown e agora está em colapso! Que nossa memória dure ao menos 2 semanas para perceber o óbvio: negacionismo mata! #OxigenioParaManaus"

Taís Araujo, atriz

"OXIGÊNIO PARA MANAUS!

A situação é desesperadora! Além de oxigênio os hospitais precisam de:

Remoção URGENTE
Máscaras
Válvulas tipo Y
Borrachas para colocar os oxigênios
Toda a ajuda e mobilização é bem vinda agora. #SOSManaus"

Corinthians

"Fiel, é hora de chamar atenção para um assunto muito grave. #OxigenioParaManaus"

Santos Futebol Clube

"Uma pausa neste dia de comemorações para unir nossa voz a um pedido de socorro: #OxigenioParaManaus"
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

92.0%
4.0%
4.0%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp