14/01/2021 às 09h39min - Atualizada em 14/01/2021 às 09h39min

Primeira etapa de vacinação pretende alcançar 112 mil pessoas, em Joinville

Prefeitura divulgou plano de vacinação durante uma coletiva de imprensa

Beatriz Kina
Jacson Carvalho
Na manhã desta quinta-feira (14) a Prefeitura lançou o plano “Joinville na luta contra o coronavírus”. Ele traz informações sobre dois eixos fundamentais: saúde, com detalhamento sobre o início da vacinação em Joinville, e educação, com foco na volta às aulas da rede municipal.

O plano de vacinação ainda aguarda a autorização da Anvisa para que um imunizante possa começar a ser distribuído. Todas as doses serão enviadas pelo governo federal e administradas pelo governo de Joinville. A capacidade de vacinação do município agora é de 112 mil. Quando a vacinação for iniciada, alguns grupos terão prioridade para recebimento do imunizante, confira: 



Os profissionais da saúde, que estão no Grupo 1 de prioridade, serão vacinados no local de trabalho. Então, se uma profissional trabalha no em um hospital público, ela será vacinada no hospital público. 

Quanto a estrutura, Joinville tem agora 53 salas de vacinação e contará com uma central de vacinação que será montada no Centreventos. 

Em relação aos insumos e refrigeradores, a cidade tem um estoque de 190 mil seringas e agulhas e outras 200 mil estão em processo de entrega.Todas as 53 salas de vacinação existentes na cidade estão equipadas com refrigeradores para conservar as vacinas. Outros 35 refrigeradores estão em processo de entrega. Nenhuma dessas unidades são para armazenamento de 70 graus negativos, como é necessário para a vacina da Pfizer-BioNTech. 

A prefeitura acredita que até o final deste mês as vacinas devem chegar em Florianópolis. Se assim for, em Joinville, elas começam a ser administradas no dia 10 de fevereiro. "O município está pronto", afirmou Adriano Silva. 

A aplicação da vacina seguirá os grupos prioritários. Como o município não tem informação de quantas doses serão recebidas no primeiro lote, nem quando um segundo lote chegará, a segunda dose da vacina será reservada para que aqueles que tomaram a primeira tenham a segurança de que tomarão a segunda. Então, se 20 mil doses chegarem no município em um primeiro lote, 10 mil pessoas serão vacinadas. 

Como funcionará a vacinação

Segundo o secretário de Saúde, Jean Rodrigues, cada vacinação deve levar, no mínimo, 20 minutos. Isso porque o profissional da saúde terá que fazer um cadastro do joinvilense para um banco de dados do governo federal. Depois de aplicada a dose, o paciente ficará em observação para que seja descartada qualquer possibilidade de reação adversa após o imunizante. 


Secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues. Foto: Jacson Carvalho.

Assim que finalizado, o paciente já sai da sala de vacinação com dia e horário marcado para receber a segunda dose. 

O prefeito voltou a afirmar que novas restrições não devem acontecer. "A restrição só existe para evitar o colapso do sistema de saúde", disse.

Quanto a obrigatoriedaade da vacinação, Adriano afirmou que uma campanha de conscientização será feita para alertar a população sobre a importância dela, mas que não será impositiva. 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.2%
6.1%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp