14/11/2021 às 09h48min - Atualizada em 14/11/2021 às 09h48min

COP26: Santa Catarina marca presença no debate sobre mudanças climáticas e reforça compromisso com metas de sustentabilidade

Um dos momentos importantes na COP26 foi a adesão de SC ao ICLEI

Redação Agora Joinville
Governo de SC
Foto: Peterson Paul/Secom

Depois de quatro dias em Glasgow, na Escócia, o governador Carlos Moisés encerrou a agenda de trabalho na Conferência das Nações Unidas para as Mudanças Climáticas, a COP26. A participação da comitiva catarinense, liderada pelo chefe do Executivo, foi marcada pela apresentação do trabalho de Santa Catarina frente às questões climáticas, o reforço do compromisso com as boas práticas ambientais e pelo discurso firme - no debate com líderes de todo o mundo - cobrando esforço coletivo das autoridades na recuperação de passivos ambientais deixados pela exploração de matrizes energéticas por potências econômicas mundiais, como ocorre em Santa Catarina, envolvendo o início das atividades carboníferas, no Sul do estado.

 

"Cumprimos o nosso papel. A participação de Santa Catarina na COP26 foi uma demonstração de responsabilidade com o mundo que queremos deixar para as novas gerações. É urgente agir agora para tentarmos amenizar os efeitos das mudanças do clima. Já estamos trabalhando na construção de modelos mais sustentáveis, sem deixar de lado todos os impactos sociais dessa transição. Seguiremos firmes com o propósito de contribuir e fazer da atuação do estado uma referência para o mundo nas pautas de proteção climática", reforça Moisés.

 

Agenda na COP26

Um dos primeiros compromissos de Carlos Moisés em Glasgow, foi a participação na plenária “Governadores pelo Clima”. Durante a sua apresentação, o governador destacou as ações que Santa Catarina vem desenvolvendo para contribuir com a redução da emissão de gases do efeito estufa. Moisés também propôs que os estados europeus contribuam com soluções para reduzir o passivo ambiental das atividades carboníferas no Sul do estado, ao lembrar que foram empresas britânicas que iniciaram a exploração do material há mais de 100 anos.

 

"O compromisso de reduzir a emissão de gases também envolve a recuperação de áreas degradadas, sob pena de deixar unicamente para os governos locais a responsabilidade de um passivo ambiental que foi gerado por países que tiveram a sua economia baseada em matrizes energéticas mais nocivas ao meio ambiente", discursou o governador.

 

Quanto às ações já colocadas em prática em Santa Catarina com foco na proteção do meio ambiente, Carlos Moisés citou como exemplos, o investimento de R$ 300 milhões do Governo do Estado para reserva de água e preservação de nascentes e a iniciativa da Celesc de criar um corredor para recarga de veículos 100% elétricos paralelo à BR-101, em parceria com os estados vizinhos do Rio Grande do Sul e do Paraná.

 

Adesão ao ICLEI

Outro momento importante na COP26 foi a adesão de Santa Catarina ao ICLEI, uma das mais importantes associações de governos locais e subnacionais dedicados às ações de sustentabilidade. De acordo com o governador, o estado passará a contar com a expertise do órgão no monitoramento e na transparência das ações.  Além de inventariar o trabalho de Santa Catarina, a parceria com o ICLEI será essencial para o acompanhamento que vai indicar se os objetivos diante do desenvolvimento sustentável estão sendo cumpridos.

 

A chegada de Santa Catarina ao ICLEI foi destacada pelos representantes do órgão, na COP26. "O estado já se destaca na atuação envolvendo o planejamento da ação climática local e vai nos ajudar a levar adiante uma agenda multidimensional com vários níveis de ações envolvendo os governos e a sociedade", disse o diretor de Advocacia Global do ICLEI, Yunus Arikan.

 

Entre outros compromissos da agenda, a comitiva catarinense também se reuniu com integrantes do Banco Europeu, onde foram apresentadas linhas de crédito específicas para investimentos nas ações debatidas durante a COP26. Destacam-se a preservação de nascentes, energias renováveis, recuperação ambiental, saneamento, entre outros, na área da sustentabilidade.

 

Avaliação positiva

Integrantes da comitiva catarinense na COP26, os secretários Executivos de Meio Ambiente, Leonardo Porto Ferreira; de Assuntos Internacionais, Fernando Raupp; e o deputado estadual, Fabiano da Luz, avaliam que foi importante Santa Catarina estar presente no centro do debate sobre as mudanças climáticas e reforçar o compromisso com ações de mitigação e para o desenvolvimento sustentável.

 

"Mostramos ao mundo que já estamos comprometidos com as principais ações de proteção climática e reforçamos nossa contribuição com a redução de gases de efeito estufa. Ainda há muito por fazer e o trabalho não vai parar", frisa Porto Ferreira.

 

Para o secretário de Assuntos Internacionais, foram dias de trabalho importantes para apresentar o potencial de Santa Catarina, traçar  metas a serem atingidas nos próximos anos e compartilhar boas experiências que poderão se adaptar às demandas da realidade do estado. "Uma oportunidade extremamente importante para o processo de transição justa que estamos construindo no estado", acrescenta Fernando Raupp.

 

No mesmo sentido, o deputado estadual, Fabiano da Luz, considera que Santa Catarina não pode ficar de fora de um debate que é mundial. "Com a presença na COP26, Santa Catarina demonstrou que também é responsável pela sustentabilidade", avalia o deputado.

 

COP26

Este ano, a 26 Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26) tem como centro do debate, envolvendo autoridades, líderes mundiais e as questões climáticas, o aceleramento das ações  para conter o aquecimento global e medidas para impulsionar a transição ao desenvolvimento neutro em carbono.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição para governador de SC fosse hoje, em quem você votaria?

8.7%
9.7%
65.0%
2.9%
0%
0%
0%
0%
1.0%
3.9%
3.9%
4.9%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp