29/10/2021 às 17h33min - Atualizada em 30/10/2021 às 00h00min

Dupla de jovens estreantes quer brigar pelo pódio da Santander Brasil Ride Bahia

Gustavo Xavier e Alex Malacarne, campeão e vice do Festival Santander Brasil Ride de Botucatu, em 2021, chegam com motivação em alta para competir pela primeira vez na prova no extremo sul baiano

SALA DA NOTÍCIA Gustavo Coelho
Sempre marcante na vida dos ciclistas que conseguem completar os sete dias de prova, os apelidados "finishers", a ultramaratona Santander Brasil Ride Bahia será um marco mais do que especial na carreira de dois jovens atletas. Com 20 e 19 anos, respectivamente, o paulista Gustavo Xavier, de Piedade, e o paranaense Alex Malacarne, de Medianeira, representantes da Specialized Racing BR, poderão finalmente estrear na principal stage race premium do mundo, entre 7 e 13 de novembro, em Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, e em Guaratinga, cidades localizadas no extremo sul baiano.

Com a idade mínima de 18 anos completados para poder competir, Gustavo Xavier teve que aguardar o adiamento da prova, em pouco mais de um ano, para finalmente estrear no evento. E, ao lado de Alex Malacarne, a dupla chega bastante confiante. Ambos vivem um ótimo momento na carreira profissional, sendo atuais campeão (Xavier) e vice (Malacarne) do Festival Santander Brasil Ride Botucatu, o maior evento de esportes outdoor da América Latina.

"O Alex e eu estamos em um nível bem parecido. Acredito que será uma dupla super boa, com objetivo de conquistar o título de campeão das Américas. Mas, sabemos que é uma prova longa, de sete dias, ou seja, tudo pode acontecer. Se andarmos bem e tivermos boa performance, isso com certeza será o diferencial em nossa primeira experiência no evento. O Alex estará em sua terceira ultramaratona, tendo corrido uma na Europa e outra na África do Sul. Para mim, será a estreia no formato e, realmente, não sei o que esperar, em termos de ritmo. Sei que daremos nosso melhor", comenta Xavier, atual campeão brasileiro sub-23.

"Sempre tive muita vontade de correr a ultramaratona. Em 2020 seria meu primeiro ano, mas infelizmente foi adiada. Estou muito ansioso, feliz e contente, de poder participar e viver essa emoção de sete dias pedalando, curtindo e sofrendo", avalia Xavier. "Será um prazer enorme competir ao lado de estrelas do esporte mundial, pessoas que são nossos ídolos, com nível altíssimo de mountain bike. Será uma super oportunidade e experiência, aprenderemos bastante nesse evento fantástico, uma verdadeira festa do nosso esporte", finaliza o ciclista paulista.

Embalado após competir na África do Sul - Apesar da pouca idade, Alex Malacarne chega à Santander Brasil Ride Bahia com uma experiência que poucos participantes da 11ª edição puderam vivenciar: a de competir na ultramaratona Cape Epic. Ao lado do suíço Christoph Sauser, campeão mundial de 2008 e medalhista olímpico em Sidney 2000, Malacarne ficou em 13º lugar na edição de 2021 do evento sul-africano.

"Quero há muito tempo competir na Santander Brasil Ride Bahia. Já tentei antes disputar o evento, conversando com o Mario Roma. Ia lá e falava com ele, voltava e falava de novo, mas de fato apenas a partir da categoria sub-23, com 19 anos, eu poderia competir na Bahia. E esse é o primeiro ano que eu posso. Correr com o Gustavo, meu parceiro de equipe e que divide as pistas comigo, por termos quase a mesma idade, será muito legal. Corremos o Warm-Up em Botucatu, para nos conhecer melhor e buscar entrosamento e foi bem produtivo", destaca Malacarne. 

"Estive na Cape Epic com o Sauser e aprendi muita coisa também. Isso só me animou mais ainda para competir na Bahia, apenas duas semanas depois da prova ser realizada na África do Sul. Vou colocar em prática bastante coisa que aprendi com o suíço. Vou poder, inclusive, dividir esse conhecimento com o Gustavo lá em Arraial e Guaratinga, por isso estou bem animado para a Santander Brasil Ride Bahia. Vai ser nossa primeira participação e acredito que a gente tenha chance de disputar o top 3 e também a camiseta de líder das Américas, nosso objetivo inicial, sem deixar de travar disputas com os estrangeiros pelos primeiros lugares", conclui.

A ultramaratona - Considerado o Giro d'Itália do MTB mundial, a Santander Brasil Ride Bahia oferece um desafio e tanto para os participantes. Durante sete dias, os ciclistas têm pela frente cerca de 600 km e 13.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d'Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Santander Brasil Ride. 

A 11ª edição do evento - Os atuais campeões, Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (HOL), estarão de lados opostos na disputa de mais um título da ultramaratona. Enquanto Ferreira, ao lado do belga Wout Alleman, vai em busca do seu terceiro título da prova, Hans tentará se isolar como o maior campeão do evento, na luta pelo seu quarto troféu de campeão do evento, competindo junto com português José Dias, atual medalha de bronze do Campeonato Mundial de Maratona (XCM). 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição para governador de SC fosse hoje, em quem você votaria?

7.9%
9.0%
67.4%
2.2%
0%
0%
0%
0%
1.1%
3.4%
4.5%
4.5%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp