29/08/2021 às 11h03min - Atualizada em 29/08/2021 às 11h03min

Santa Catarina busca alternativas de apoio ao setor florestal

Em cinco anos, Estado teve um redução de 72,3 mil hectares de área silvicultura

Redação Agora Joinville
Governo de SC
Foto: Divulgação/SAR

Grande polo moveleiro, Santa Catarina vem reduzindo as áreas destinadas ao reflorestamento, e a falta de matéria prima já preocupa o setor industrial.  As terras, que antes eram ocupadas com pinus ou eucalipto, agora são destinadas ao cultivo de culturas como a soja, milho e pastagem, e em cinco anos o estado teve uma redução de 72,3 mil hectares na área de silvicultura. Esse foi o tema da reunião da Câmara de Desenvolvimento da Indústria Florestal, que contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e do presidente da FIESC, Mario Aguiar.

 

"Há uma vontade do Governo do Estado de apoiar o setor florestal para mantermos a competitividade da nossa indústria de papel, celulose e moveleira. Nós temos um conjunto de ideias que podem fazer a diferença para o setor produtivo e precisamos transformar isso em ação. O primeiro passo é o produtor ter segurança do retorno do investimento. Há espaço para crescermos de forma sustentável", destacou o secretário Altair Silva.

 

Segundo o diretor de Inovação e Competitividade da FIESC, José Eduardo Fiates, Santa Catarina pode avançar em algumas questões como ampliar a produção em pequenas propriedades, criar instrumentos financeiros para estimular o cultivo e a gestão de florestas, além de investimento em tecnologia para o estudo de mudas e espécies adequadas ao solo e clima do estado.

 

Durante a reunião ficou acordado que os membros da Câmara de Desenvolvimento da Indústria Florestal irão elaborar um documento com sugestões de políticas e medidas que podem ser adotadas para melhorar a competitividade do setor produtivo em Santa Catarina. "O setor florestal é fundamental para a economia de Santa Catarina. Precisamos criar mecanismos inteligentes para incentivar o plantio de florestas e a continuidade do setor produtivo", ressalta o presidente da FIESC, Mario Aguiar.

 

Números do setor

Santa Catarina é o maior produtor e exportador de madeira serrada do Brasil e o quinto maior estado com base florestal plantada. Em 2020, os produtos florestais responderam por 18,7% do total de exportações do estado, com US$ 1,52 bilhão de faturamento. A indústria florestal catarinense gera cerca de 90 mil empregos diretos e conta com 16 mil produtores de pinus.

 

Um levantamento contratado pela Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR) e desenvolvido pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc-CAV), identificou que a área total com florestas plantadas no estado é de 828,9 mil hectares. Desta totalidade 553,6 mil hectares (67%) são área com pinus; e 275,3 mil hectares (cerca de 33%) estão ocupados com eucaliptos.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.2%
6.1%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp