29/07/2021 às 11h02min - Atualizada em 29/07/2021 às 11h02min

Cerca de 800 comprimidos abortivos são apreendidos e dois homens são presos em Joinville e Massaranduba

A investigação durou dois meses e meio

Redação Agora Joinville
Polícia Civil
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Nesta terça-feira (27), dois homens foram presos em flagrante pela Polícia Civil em uma investigação que apura a comercialização de comprimidos abortivos Cytotec. As prisões aconteceram em Massaranduba e em Joinville.

A investigação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Jaraguá do Sul. Os dois homens presos são investigados por suspeitas de enviarem comprimidos abortivos utilizando o serviço de entregas de correspondências para vários Estados do país.

A investigação durou dois meses e meio. Neste período, três envelopes foram interceptados. Os investigados são suspeitos de utilizarem sempre a mesma agência de postagens de Massaranduba para enviar as remessas com os comprimidos.

Identificação
A investigação identificou o homem que fazia a postagem, em Massaranduba, e um outro homem de Joinville que estaria associado ao esquema criminoso. A Polícia Civil representou à Justiça por mandados de busca e apreensão e as medidas foram deferidas e cumpridas na quarta-feira (28).

Em uma casa em Massaranduba, a Polícia Civil apreendeu 108 comprimidos, R$ 3 mil, uma máquina de cartão usada para cobrança em entregas pessoais e uma pequena porção de cocaína. 

No endereço de Joinville foram apreendidos 640 comprimidos e envelopes. Os dois foram autuados em flagrante pelo artigo 273 do Código Penal.

Investigações continuam 
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Diones de Freitas, o inquérito ainda está em andamento e as investigações prosseguem para apurar a participação de outras pessoas. "Ao que tudo indica eles buscavam os medicamentos no Paraguai pela fronteira com Foz do Iguaçu e traziam para o Brasil", disse.

Segundo o delegado, cada comprimido era vendido por cerca de R$ 100 e cada mulher comprava de quatro a seis comprimidos para que o aborto fosse realizado. "Com os 748 comprimidos apreendidos, a dupla deixou de arrecadar pelo menos R$ 75 mil”, conta.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

90.7%
6.8%
2.5%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp