14/07/2021 às 10h12min - Atualizada em 14/07/2021 às 09h45min

Baleia-jubarte encalha e é encontrada em avançado estado de decomposição em São Francisco do Sul

Este é o sexto encalhe de baleia-jubarte nesta temporada no trecho cinco, que compreende o litoral norte de Santa Catarina

Redação Agora Joinville
PMP-BS/Univille
Foto: Divulgação/PMP-BS

Uma baleia-jubarte de 7,1 metros de comprimento encalhou no último domingo (11) pela manhã na Praia do Forte, em São Francisco do Sul, enquanto a equipe do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS) da Univille se preparava para outro atendimento na praia de Itapoá.

 

O animal acabou retornando para a água com a subida da maré e o agendamento da necropsia teve que ser mudado para a manhã de segunda-feira (12), com a confirmação da disponibilidade de maquinário para o enterro ser feito.

 

A equipe técnica (veterinários, biólogos e estagiários) se deslocou até a praia do Forte e segundo a médica veterinária, Giulia Gaglianone Lemos, responsável pela necropsia, a baleia já estava em avançado estado de decomposição, quase sem pele.

 

Amostras de gordura, músculo e parte do trato gastrointestinal foram coletadas para análise posterior. A causa da morte não pôde ser determinada devido ao elevado grau de decomposição do animal. 

 

Algumas vértebras foram coletadas e levadas para integrar a coleção científica do Acervo Biológico Iperoba da Univille. A carcaça foi enterrada na praia onde ocorreu o encalhe.

 

Nesta operação, a equipe do PMP-BS/Univille contou com o apoio logístico de maquinário da Secretaria de Obras de São Francisco do Sul, através do secretário Jailson Bertan e da Secretaria de Meio Ambiente, através do secretário, Renan Canuto.

 

O projeto

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

 Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. 

 

O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. A Univille monitora o Trecho 05, que compreende os municípios de Araquari, Barra do Sul, São Francisco do Sul e Itapoá.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

92.4%
5.6%
2.0%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp