25/06/2021 às 16h15min - Atualizada em 27/06/2021 às 00h00min

Automatizar sem trazer benefícios aos usuários não é Transformação Digital

É necessário que as ferramentas validem que seus indicadores e estratégias comerciais e de negócios estejam sendo seguidas

SALA DA NOTÍCIA Ademir Morata
https://mc1.com.br/
  • Rubens Humberto Fiasche
Existe um consenso a respeito do fato de que a  sociedade atravessa um momento no qual  diversas situações estão gerando a necessidade de uma aceleração na Transformação Digital.  Neste sentido,  as empresas precisam buscar formas de atender a essa demanda. Mas o que é, afinal, essa Transformação Digital, se não, a aplicação de tecnologia na solução dos problemas do cotidiano das pessoas dando a elas, comodidade, agilidade, segurança e inclusão em várias áreas nas quais antes havia limitações?
Em outras palavras, um fator importante para responder a esta indagação e fazer com que as empresas tenham êxito na aplicação da Transformação Digital é ter a consciência de que, ao desenvolver o processo, ele precisa trazer benefícios palpáveis aos usuários desses sistemas.
Isto significa que quando uma empresa automatiza um processo apenas por automatizar, isso não garante que essa organização esteja se transformando. Para transformar é necessário engajar. E os usuários, clientes e consumidores dessa geração apenas atribuem valor, e de fato se engajam no processo, quando sentem que suas necessidades estão sendo colocadas como foco das empresas.
Recentemente, o Promotion Optimization Institute (POI), instituto global que reúne fabricantes, varejistas, provedores de soluções, analistas, acadêmicos e outros líderes da indústria de promoção e distribuição de bens de consumo publicou um estudo revelando a necessidade de levar a transformação digital para níveis mais profundos neste segmento. Só para exemplificar, o trabalho “2021 Vendor Panorama for Retail Sales Execution and Monitoring in Consumer Goods” revelou que 82% das empresas participantes afirmaram  enfrentar  grandes desafios para tornar suas equipes de varejo mais analíticas.  Além disso, apenas 30% destas corporações afirmaram que possuem as ferramentas necessárias para tomar decisões no nível da loja.  Finalmente, 48% das participantes deste mercado indicaram enfrentar dificuldades no que se refere `a execução de promoções.
Em termos gerais, o grande desafio que as empresas enfrentam é garantir que  suas aplicações sejam intuitivas, ágeis, rápidas e confiáveis, tanto para sua equipe interna quanto para seus clientes e consumidores. Além disso, é necessário que as ferramentas validem que seus indicadores e estratégias comerciais e de negócios estejam sendo seguidas.

As empresas, seguindo esse conceito, a cada dia estão buscando mais processos como:
  • Sistemas com aplicações e dados na nuvem (WEB) reduzindo custos de infra-estrutura e garantindo segurança de dados;
  • OmniChannel (permitir a mesma experiência do cliente em várias plataformas integradas e em vários sistemas operacionais);
  • Marketing Digital integrada a plataformas de Redes Sociais (ex.: WhatsApp);
  • Business Intelligence (Big Data);
  • Machine Learning (inteligência artificial e Reconhecimento de Imagem).
Alguns exemplos mostram como essas tecnologias ganham espaço na rotina do usuário final como:
O profissional que antes fazia coleta de informações por papel e depois por digitação num aparelho smartphone teve seu processo automatizado, mas não necessariamente lhe trouxe algum benefício. Todavia, com tecnologias que usam  Reconhecimento de Imagem, com apenas uma foto ele pode ter o questionário ou o resultado de seu trabalho avaliado em questões de segundos. Com isso, sobra tempo para se dedicar a outras atividades ou garantir que não precisará utilizar horas adicionais, as quais poderia estar se dedicando à família ou estudos.
Um consumidor que tem a vida atribulada, antes ia ao supermercado, e hoje sem sair de casa pode utilizar um aplicativo e pedir para entregar suas compras. Mas o que faz a diferença de verdade são aplicativos que, quando o consumidor entra para fazer sua compra, consegue através de Inteligência Artificial indicar para ele, quais são os produtos que ele usualmente compra, propondo ofertas adequadas ao seu perfil e permitindo que o pagamento seja integrado e o acompanhamento da entrega seja visto em tempo real.
Equipes comerciais também podem ser beneficiadas se, ao chegarem no cliente, puderem oferecer o pedido perfeito com base em Inteligência Artificial, garantindo a esse estabelecimento uma quantidade adequada ao giro daquela loja diminuindo a perda e a possível devolução de produtos, além de assegurar que não haja, no intervalo de novas entregas, a falta do produto em loja. Além disso, o total acompanhamento das metas integradas com ferramentas de Business Intelligence, pode garantir aos gestores o controle completo sobre o andamento e desempenho das equipes, possibilitando o planejamento da cadeia de suprimentos para futuras demandas de mercado.
Grandes empresas hoje entendem que a verdadeira Transformação Digital só ocorre quando seus colaboradores e clientes têm suas necessidades e expectativas atendidas e de preferência superadas.
Quando isso ocorre, o mercado entra em um ciclo de melhoria contínua que dificilmente recua. Isto explica a necessidade que estas empresas têm em buscarem parceiros e fornecedores que estão com um pé no futuro e tragam para hoje as inovações que antes pareciam tão distantes.
•         Rubens Humberto Fiasche, Gerente de Pré Vendas MC1
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

92.9%
4.7%
2.4%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp