10/06/2021 às 08h04min - Atualizada em 10/06/2021 às 08h04min

SC está há quase 30 dias sem receber doses da Coronavac

A redução das doses fez diminuir o ritmo de vacinação

Redação Agora Joinville
Rede Catarinense de Notícias
Foto: Ricardo Wolffenbüttel/ Secom
Com o atraso na produção de novas doses de vacina contra a Covid-19 pelo Instituto Butantan, de São Paulo, Santa Catarina está há quase 30 dias sem receber novos lotes do imunizante Coronavac. O principal entrave foi a falta de insumos para a fabricação da vacina, que também atingiu a produção da Fiocruz, do imunizante da AstraZeneca.

A redução das doses fez diminuir o ritmo de vacinação. Tanto que o número de doses aplicadas em maio foi menor do que em abril, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES): foram 759,3 mil durante o mês de maio, contra 892,8 mil em abril. 

A última entrega de Coronavac ao Estado ocorreu em 13 de maio. Com a paralisação de novos envios deste imunizante, a vacina AstraZeneca assumiu o primeiro lugar como a mais utilizada para a vacinação em Santa Catarina. 

O mesmo ocorreu em escala nacional. No último dia 31, a AstraZeneca chegou a 47,6 milhões de doses entregues ao Ministério da Saúde, contra 47,2 milhões da Coronavac. 

Com registros de efeitos colaterais, como febre por exemplo, a vacina da AstraZeneca tem registro de recusa em Santa Catarina, mas especialistas garantem a segurança do imunizante e pedem cuidado da população contra fake news.

"Essa escolha por vacina atrapalha muito o andamento da vacinação. A vacina boa é aquela pronta para ser aplicada, a disponível", disse o superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Eduardo Macário.

A principal diferença entre os imunizantes é o intervalo entre as aplicações. Enquanto a Coronavac prevê 28 dias, a AstraZeneca estipula 12 semanas. Ter mais doses da AstraZeneca permite que o país e o Estado avancem na aplicação da primeira dose, mas não garante imunização completa com mais rapidez.

Isso se traduz nos números do próprio Estado. Nos últimos 15 dias, quase 400 mil pessoas receberam a dose 1 da vacina em Santa Catarina, que fez o total passar de 1,54 milhão para 1,91 milhão. Já a segunda dose teve um incremento de apenas 36 mil - passando de 720,4 mil para 756,9 mil.

O Estado deve receber mais 130.500 doses da AstraZeneca/Fiocruz nesta quarta-feira (9). A chegada está prevista para às 23h20, no Aeroporto de Florianópolis. 

Também é aguardado um lote dos imunizantes da Janssen, de dose única, para a semana que vem. A estimativa é de receber 104.400 doses. 



Santa Catarina estimou a aceleração da vacinação contra a Covid-19 durante o mês de maio a partir das promessas de envios mais regulares pelo Ministério da Saúde. A medida não se confirmou. Em abril, foram recebidas 1,03 milhão de doses. Já em maio, houve pouco avanço: 1,17 milhão de doses recebidas. 

O Ministério da Saúde estima distribuir em junho pouco mais de 39 milhões de doses de vacina contra a Covid-19. Destas, 5 milhões seriam da Coronavac, 22,8 milhões da AstraZeneca/Fiocruz, e 12 milhões da Pfizer. 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.2%
6.1%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp