27/05/2021 às 09h38min - Atualizada em 27/05/2021 às 09h38min

Joinville cogita adotar vacina contra a dengue

A informação foi repassada durante a prestação de contas para a Câmara

Redação Agora Joinville
Marina Bosio
Secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues. Foto: Mauro Artur Schlieck
Nessa quarta-feira (26), a Secretaria de Saúde de Joinville apresentou a prestação de contas dos trabalhos no primeiro quadrimestre de 2021. Durante a apresentação, o secretário de Saúde, Jean Rodrigues da Silva, foi questionado a respeito das ações da prefeitura no combate a dengue. O secretário confirmou que o município pretende aumentar a testagem e cogita adotar a vacina contra a dengue.

Este imunizante, contudo, não é indicado para qualquer pessoa, sendo recomendado apenas para pessoas previamente infectados por um dos vírus da dengue.

Além disso, Jean Rodrigues também citou algumas medidas para o combate da propagação do mosquito, entre elas as armadilhas, que segundo o secretário, são de baixo custo e tem certa efetividade contra o mosquito, além do uso do fumacê.

Gastos com saúde 

Quanto aos custos em saúde, dados mostrados apontam que a despesa média em saúde por habitante em Joinville, entre janeiro e abril deste ano, foi de R$ 467,30. No mesmo período de 2020 foram gastos R$ 438,45.

Foram destinados à saúde no primeiro quadrimestre R$ 279 milhões. Desse valor, pouco mais de 32,8% foram encaminhados ao Hospital Municipal São José (HMSJ). Logo em seguida, com 32,5%, vem assistência hospitalar e ambulatorial da própria Secretaria de Saúde, o que inclui serviços ligados à urgência e emergência, como o das unidades de pronto atendimento.

Em terceiro lugar está a fatia destinada à atenção básica, com 25,3% das despesas em saúde. Na atenção básica se enquadram os postos de saúde.

Até abril estava em 31,85% o porcentual aplicado em ações e serviços públicos de saúde sobre a receita de impostos líquidas e transferências constitucionais legais. Constitucionalmente o porcentual mínimo é 15%.

Atendimentos diminuem 

De acordo com os números apresentados pela gerente de Gestão Estratégica da Secretaria de Saúde, Anna Paula Pinheiro, a rede pública de saúde de Joinville realizou 397 mil consultas médicas no primeiro trimestre de 2021, o que representa uma redução de 2% em relação ao mesmo período de 2020.

O número de procedimentos ambulatoriais também se manteve estável, com apenas 2% de aumento em relação ao mesmo período de 2020, com 2,191 milhões de procedimentos. Segundo a explicação da gerente, procedimento ambulatorial é qualquer procedimento feito em pacientes não internados, incluindo curativos, vacinas, entre outros.

Foram realizados 10.655 procedimentos hospitalares entre janeiro e março de 2021, 1% a menos que no mesmo período de 2020. Segundo a gerente, o Hospital Municipal São José é responsável por 35% dos procedimentos hospitalares de Joinville.

Distribuição de medicamentos aumenta

De acordo com os números apresentados, de janeiro a abril foram 36 milhões de unidades de medicamentos entregues à população nas farmácias da rede pública do município, aumento de 10% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram dispensados 33,14 milhões de unidades de remédios. Os remédios mais distribuídos foram para o tratamento de hipertensão, diabetes, colesterol, além de anti-inflamatórios e antidepressivos.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

90.9%
4.5%
4.5%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp