14/05/2021 às 08h13min - Atualizada em 14/05/2021 às 08h56min

Suprema corrupção

Prisco Paraíso
Na semana passada, já tivemos noticiário estarrecedor envolvendo a ministra Rosa Weber. Já nesta semana, o notório Alexandre Moraes também voltou à ribalta.

A mais recente novidade é a delação de Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, preso há anos e condenado há mais de 300 anos de detenção, envolvendo o não menos notório Dias Toffoli, ex-advogado do PT, de Zé Dirceu e de Lula da Silva.

As condenações de Cabral não o impedem nem tiram sua legitimidade para disponibilizar as informações de que dispõe. Desde que possam ser provadas.

Cabral resolveu abrir o bico em relação à corrupção praticada por Toffoli, vendendo sentenças através do escritório de advocacia da mulher. Situações que, segundo o ex-governador fluminense, foram presenciadas por ele.

Isso precisa ser investigado profundamente.  Seria, se vivêssemos num país minimamente decente do ponto de vista da probidade e do respeito às leis. É muito grave. Tanto que a própria Polícia Federal pediu para que o STF abra o devido inquérito.

Brasiilllllll

Toffoli, para quem não lembra, foi definido assim pelo príncipe Marcelo Odebrecht: "amigo do amigo do meu pai." Odebrecht também fez delações premiadas, detalhando como funcionava o departamento de propinas da companhia que leva o seu sobrenome. Ou seja, o nome dele vem sendo associado à corrupção há muito tempo e em outras situações também. Mas se o caro leitor quer a opinião do colunista: ninguém vai investigar nada e o assunto vai morrer em alguma gaveta do Judiciário tupiniquim.

Crise alimentar

Um dos reflexos mais preocupantes da pandemia no Brasil é a crise alimentar. Segundo dados divulgados recentemente pelo grupo "Alimento para Justiça", da Universidade Livre de Berlim, em parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Universidade de Brasília (UnB), 125 milhões de brasileiros sofreram alguma insegurança alimentar no ano passado. Isso significa que 59% das pessoas que moram no Brasil não sabiam se teriam comida no prato no dia seguinte.

Acesso ao aeroporto

A Justiça Federal determinou, em sentença dada em ação civil pública do Ministério Público Federal (MPF), que o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Estado de Santa Catarina cumprem, fiscalizem e promovam o cumprimento das condicionantes, medidas mitigadoras e compensatórias estabelecidas no licenciamento ambiental do acesso ao novo aeroporto de Florianópolis.

Auxílio na Capital

Com o objetivo de auxiliar as famílias de Florianópolis em situação de vulnerabilidade social em decorrência da pandemia de Coronavírus, foi aprovado por unanimidade nesta quarta-feira (12) em Sessão Extraordinária o Projeto de Lei nº 18.231/2021, de autoria do Poder Executivo, que institui o programa Ame Floripa – Auxílio Emergencial Municipal.
O programa vai amparar cerca de três mil famílias que possuam renda per capita de até R $178,00, inscritas no CadÚnico e que não estejam recebendo Bolsa Família ou auxílio emergencial do Governo Federal.
Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.3%
6.0%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp