29/04/2021 às 10h11min - Atualizada em 29/04/2021 às 08h37min

Mudanças inoportunas

Prisco Paraíso
A nova leva de alterações em posições estratégicas no governo do estado. No primeiro escalão não consegue mais, mas no segundo escalão as alterações estão a todo vapor. Isso que estamos há menos de 10 dias do julgamento final do impeachment de Moisés da Silva.

Nesta semana, o titular da Santur, Mané Ferrari, que comandava a pasta desde o começo do governo, foi exonerado. Nome valoroso, que merecia o respaldo de todo o setor, com públicas manifestações de apoio inclusive.

Nesta mesma toada, Eduardo Locks, que já foi presidente da Abav; e por último, para a Fundação Catarinense de Cultura, Dolores Tomaselli.

Um trio ao qual não se pode fazer reparo em relação ao mérito e à capacidade de cada um. Até por isso, as mexidas começam a suscitar especulações, como indicações do DEM, que não tem deputado na Alesc, mas tem prefeitos, como o da Capital.
 
Ninho tucano

Haveria digitais tucanas também neste novo pacote, embora o partido esteja dividido. O deputado estadual Marcos Vieira votou com Moisés da Silva na admissão do processo e o neo tucano Gelson Merisio atua em favor de Daniela Reinehr.

Ao fim e ao cabo, a política parece prevalecer sobre a questão administrativa, o que não é bom para Santa Catarina.
 
Dia das mães

Levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) aponta que 53% dos entrevistados acreditam que as vendas para o dia das mães deste ano serão superiores às registradas no mesmo período do ano passado. Outros 36% avaliam que o resultado deve ser igual.
 
Impactos

Mesmo com os impactos da pandemia, a maior parte dos entrevistados, 39,9%, avalia que o crescimento nas vendas será de até 4%. "O dia das mães é uma das principais datas do comércio, atrás apenas do Natal. O otimismo identificado no varejo catarinense é um importante sinal de uma retomada do horizonte pós-pandemia. Lembrando sempre que todos os cuidados sanitários continuam sendo rigorosamente cumpridos nas lojas, para segurança dos funcionários e dos clientes", avalia Ivan Roberto Tauffer, presidente da FCDL/SC.
 
Trabalho remoto

Se no início do ano de 2019 o trabalho remoto era uma modalidade impensada para o serviço público estadual, ao menos no âmbito da Administração Pública do Poder Executivo Estado, a realidade trazida pela pandemia de Covid-19 tratou de modificar diametralmente essa perspectiva.

Nesse particular, os servidores da Secretaria de Estado da Administração – SEA – demonstraram alto grau de adaptabilidade à nova realidade do serviço público estadual, exercendo seu papel de forma cada vez mais eficiente, entregando resultados importantes à sociedade catarinense.
 
Administração

Esse esforço não é verificado apenas nas atividades ordinárias da Secretaria de Estado da Administração – SEA, mas em diversos assuntos de relevância para o cidadão catarinense, como a digitalização dos processos do Estado de Santa Catarina, o aperfeiçoamento dos processos, redução de custos e o suporte oferecido a diversos órgãos do Poder Executivo Estadual como, por exemplo, a atuação nos processos de compras relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19.
Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.9%
5.4%
2.7%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp