02/01/2023 às 11h05min - Atualizada em 02/01/2023 às 10h04min

Sob nova direção

Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Já temos novo presidente e governador na praça. Lula da Silva e Jorginho Mello já estão devidamente empossados e respondendo pelos Executivos federal e estadual.
O ex-senador catarinense assume o comando do estado embalado por 70% dos votos válidos em 30 de outubro do ano passado. Chega com toda a força e dono de um patrimônio eleitoral indiscutível.
Seu primeiro grande desafio político será a eleição da nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa. Será em 1ᵒ de fevereiro. As articulações, que não foram conduzidas pelo governador, acabaram dividindo os 40 deputados a serem empossados nesta data.
O próprio Jorginho já entrou no circuito para acertar o baralho.
É uma equação importante para que ele inicie com o pé direito sua era como governador.
Tudo leva crer que o novo chefe do Executivo buscará o entendimento com o MDB e o PSD. Os dois partidos respaldam a candidatura de Mauro de Nadal à Presidência da Alesc.

Promessas de campanha

O primeiro desafio de governo se dará em duas frentes em Santa Catarina: a médio prazo, Jorginho Mello precisa honrar aquele que foi o principal compromisso de campanha, a faculdade gratuita via sistema Acafe. O projeto deve começar no segundo semestre.

Bolada

O custo será de R$ 2 bilhões anuais. É uma bolada que precisa sair de algum lugar. Remanejamentos orçamentários precisarão ser feitos para que quase 100 mil jovens possam ser atendidos.

Fila interminável

No contexto da Saúde, vem o desafio imediato do novo governo: atacar 100 mil cirurgias eletivas que estão em atraso, uma das heranças malditas de Moisés da Silva. O governador deixou claro que pretende enfrentar o problema desde o primeiro dia do mandato. À frente desta batalha está a competente e atuante Carmen Zanotto.

Lula lá

No plano nacional, tivemos o retorno de Lula da Silva para cumprir o terceiro mandato de presidente.

Moderação

Os discursos do ex-mito foram, diferentemente de suas manifestações na campanha e depois da eleição, marcados pelo equilíbrio, pelo bom senso, evitando situações que possam criar mais problemas do que já foram criados.

Interessante

Sob este aspecto, foi um bom começo. A investidura no Congresso Nacional, antes tivemos o deslocamento até o Parlamento. A presença de público foi expressiva e finalmente a confraternização no Itamaraty. Ali, foi a parte festiva da investidura do petista.

Hummm

Seu ministério, ao contrário de Jorginho Mello em Santa Catarina, deixou a desejar. Lula compôs uma equipe longe de ser qualificada para as funções às quais foi designada. Agora, contudo, é apostar. Dar um voto de confiança tanto para o petista como para o liberal Jorginho Mello.

Futuro

Os dois têm grandes desafios pela frente. Todo o jogo político, todas as questões relacionadas à campanha, ao primeiro e segundo turnos ficaram para trás.
Chega de olhar pelo retrovisor. Que o futuro reserve boas notícias para o estado e o país.

Link
Leia Também »
Comentários »
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp