02/03/2022 às 10h18min - Atualizada em 02/03/2022 às 10h17min

Putin sem argumentos e sem dinheiro

A despropositada guerra deflagrada pela Rússia, invadindo a Ucrânia, é algo que agride o bom senso mundial. Nem vamos entrar no mérito de questões históricas das relações entre os dois países  sob o aspecto territorial, geográfico, e as avaliações de que o país invadido cresceu no tempo da antiga União Soviética. E que, portanto, deveria sua prosperidade à mãe Rússia.
Também não vamos considerar os argumentos do tirano Vladimir Putin, de que o Ocidente sempre busca tirar vantagem em todas as situações. O facínora gosta de apontar idiossincrasias dos EUA e da União Europeia. Desconsideremos, ainda, as manipulações da mídia internacional e etc.
Que o senhor Putin use todos os argumentos que se possa imaginar. Ele é um verdadeiro crápula, criminoso e bandido. Não há argumentos que justifiquem a invasão da Ucrânia. Já são mais de 200 mortos. Crianças inclusive.
Mais de 500 mil ucranianos já deixaram o país. Com a roupa do corpo. Principalmente mulheres e crianças. Buscando abrigo em países como Polônia, Romênia e Hungria.

Papinho furado

Essa cantinela de que o presidente da Ucrânia é um ex-comediante, de que é aliado do Ocidente e blá blá blá também é algo digno de repúdio. O perfil de Zelensky justifica a invasão devastadora que está em curso?

Mundo apreensivo

Há inúmeros reflexos preocupantes desde que as atrocidades começaram. A Alemanha, que estava quietinha desde 1945, já dobrou o Orçamento militar!

No bolso

EUA e Europa endureceram nas restrições econômicas contra a Rússia. Putin, o enxadrista, pode ter cometido um erro decisivo. Ele previu as sanções e se preparou para isso. Os 600 bilhões de dólares que ele guardou para a guerra, contudo, foram bloqueados. O tirano estocou o dinheiro mas deixou a chave com os americanos, pois fez a poupança em dólar.

Mundo afora

De qualquer forma, a repercussão econômica é terrível. A começar pela própria Rússia, onde a moeda vai ladeira abaixo e a inflação disparou.
Ao que tudo indica, a guerra, que seria de longo prazo, pode ser encurtada pela derrapada financeira do tirano russo.
Mas são apenas projeções. Ninguém sabe o que nos aguarda. Isso que nem saímos da pandemia e já temos de conviver novamente com o fantasma do desemprego, da inflação em alta, os juros idem.

Agroindústria de olho

Em Santa Catarina, a agroindústria precisa dos fertilizantes russos. Como vai ficar a partir de agora? O quadro pode elevar sobremaneira os preços dos insumos, majorando os custos para a produção de proteínas animais e de grãos do estado.

Ideologia

Outro aspecto a ser observado. A guerra no leste europeu pode gerar influências nas eleições de 2022 aqui no Brasil. O advento das redes sociais permite que tudo seja usado para tentar auferir ganhos políticos e eleitorais.
Manipulações, mentiras e enganos nos conteúdos é o que não falta. A conferir se haverá o mesmo rigor de certas autoridades em relação a alguns absurdos que estão sendo espalhados na internet por adversários do atual presidente. Aqueles mesmos tão zelosos com a democracia e a verdade.

Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Leia Também »
Comentários »

Se as eleições fosse hoje, para quem você votaria para presidente da República no primeiro turno (2022)

76.3%
18.0%
1.1%
0.3%
3.1%
0.6%
0.6%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp