08/02/2021 às 10h09min - Atualizada em 08/02/2021 às 10h05min

Com emoção

Gabriel Fronzi
A história dos 45 anos do Joinville é cercada de emoções ao extremo. Seja de alegria ou sofrimento, o torcedor se acostumou a sofrer e acreditar até o último minuto em cada uma das glórias.

Hoje não foi diferente. Após um jogo emperrado e pouco inspirado, o Tricolor marcou seu primeiro gol com Alison Mira apenas aos 45 minutos do segundo tempo. Com o placar de 1 a 0, o jogo se encaminhou para os pênaltis.

Chegou, então, o brilho para Felipe Leiniker, goleiro reserva que entrou no lugar de Fabian Volpi, substituído do intervalo. Leiniker defendeu uma única cobrança, colocou o Joinville em vantagem e viu Alison Mira sacramentar o título.

O troféu escreve uma nova página na história do JEC. Por mais que o desempenho ainda seja caótico e que o técnico Vinicius Eutrópio mostre algumas falhas, o título interrompe uma sequência de insucessos e coloca o clube novamente na prateleira dos vencedores.

Que o brilho do título ilumine os próximos caminhos.
Link
Gabriel Fronzi

Gabriel Fronzi

Colunista de esporte

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

91.5%
5.9%
2.6%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp