25/11/2021 às 10h40min - Atualizada em 25/11/2021 às 10h40min

O estrago tucano

Prisco Paraíso
Tucanos emplumados da alta cúpula nacional seguem batendo cabeça e absolutamente perdidos em relação ao fiasco que foi a votação eletrônica dos filiados. A mobilização pretendia definir o candidato do partido à Presidência. 
 
Processo salutar do ponto de vista teórico, prévias partidárias são vistas com enorme cautela por políticos experientes país afora. De todos os partidos.
 
Necessitando se reinventar urgentemente depois do resultado pífio de 2018, o PSDB resolveu arriscar tudo nas prévias, polarizadas entre dois nomes que não fazem parte da velha guarda, dos cabeças brancas do tucanato: João Dória e Eduardo Leite. 
 
Neste contexto, o partido chamou a atenção da mídia, dos políticos e da parte do distinto público que acompanha mais de perto o que acontece nos bastidores políticos.
 
Aplicativo
Apesar das feridas abertas entre os times de Doria e Leite, que na reta final baixaram o tom e até trocaram gentilezas, o saldo da prévia emplumada tinha tudo para ser positivo. 
 
Até a falha absurda e inexplicável do tal aplicativo que travou na contabilização dos votos. 
 
Perdidinhos, perdidinhos
Até agora, o PSDB soltou uma nota lacônica sobre o assunto, que segue rendendo muito. 
 
Em Santa Catarina, a presidente estadual do partido, deputada federal Geovânia de Sá não se manifestou oficialmente. E nada de se encaminhar uma solução para um problema que só fará crescer enquanto não for solucionado. 
 
Pela culatra
A tacada tucana foi literalmente um tiro no pé. O partido, que saiu esfacelado de 2018, segue sem saber quem será e quando haverá a definição do seu candidato à sucessão de Jair Bolsonaro. 
 
Contra o relógio
Uma tragédia não anunciada 11 meses antes do pleito, que colocou o PSDB no centro da chacota nos domínios eletrônicos da hashtag política tupiniquim. Na pior acepção do termo. 
 
Opção
O projeto da vice-governadora Daniela Reinehr, agora filiada ao PL, é a disputa por uma das 16 vagas na Câmara Federal. Ela tem base no Oeste. 
 
É uma eleição viável pelo perfil e pelo contexto em que se encontra a vice, que é uma pessoa correta, competente e com bandeiras de direita consistentes. 
 
Em casa
Finalmente a vice encontra uma legenda e um espaço onde pode atuar com bem mais desenvoltura, considerando-se a afinidade que Jorginho construiu junto ao presidente Bolsonaro nestes quase três anos. 
 
Ela é fiel
Daniela Reinehr é bolsonarista de primeira hora e ficou numa sinuca de bico a partir do momento em que o governador Moisés da Silva deixou muito claro que apenas surfara a onda eleitoral de 2018. Suas ideias e ações, no entanto, o colocaram bem longe do presidente e seus apoiadores. 
 
Operação Chabu
A juíza Janaina Cassol Machado, da 1ª Vara da Justiça Federal em Florianópolis, proferiu decisão que recebe formalmente denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra cinco pessoas, referente à denominada Operação Chabu, deflagrada em 2019. Eles responderão, conforme o caso, por violação de sigilo funcional, embaraço ou impedimento de investigação sobre organização criminosa e contrabando.
 
Organização 
Segundo o inquérito da Polícia Federal e a denúncia do MPF, o grupo teria violado sigilo em prejuízo da Administração Pública e embaraçado investigações contra supostas organizações criminosas. A acusação alega que informações obtidas por autoridades policias durante investigações teriam sido repassadas a envolvidos ou a grupos políticos com interesse nos fatos.
Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição para governador de SC fosse hoje, em quem você votaria?

8.6%
8.6%
66.7%
2.5%
0%
0%
0%
0%
0%
3.7%
4.9%
4.9%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp