29/10/2021 às 09h39min - Atualizada em 29/10/2021 às 09h38min

Por um voto

Prisco Paraíso

 

Faltou apenas um voto no plenário da Alesc, em sessão nesta quarta-feira, 27, para aprovar o Projeto de Lei Complementar (PLC) do Executivo, que implementaria a aposentadoria especial para os próprios deputados e para comissionados dos diversos poderes, servidores estes que percebem muito acima do teto do INSS, de R$ 6,4 mil. A elite do serviço público estadual.
 

Tratava-se de uma proposta para estabelecer uma cultura de privilégio para parlamentares e uma elite funcional.
 

As três comissões temáticas da Alesc se reuniram muito celeremente, no afogadilho, e deram andamento recorde à matéria. Já na terça-feira aprovaram o texto em primeira votação. Na manhã desta quarta-feira, o projeto passou em segunda votação e já foi para o plenário da Assembleia. Foi apreciado à tarde.

 

Contra o relógio

Neste meio tempo, a sociedade civil, como o segmento empresarial representado pelo Cofem, entidade que é liderada pela Fiesc na figura do presidente Mario Cezar de Aguiar, reagiu com força, pedindo a rejeição. Até porque isso não é prioridade diante da crise econômica mundial, originada pela pandemia do vírus chinês.

 

Teto

Sem contar que uma reforma da previdência estadual foi concebida recentemente, inclusive tributando mais aposentados e servidores que ganham até o teto do INSS.

 

Tapa-buraco

Isso não é concebível. A sociedade está carente de obras e benfeitorias para atender os gargalos infraestruturais. E o que dizer das carências nos sistemas públicos de Saúde, Educação e Segurança?

 

Nominata

Mesmo assim, metade da Alesc foi a favor desta excrescência especial.  Vamos aos nomes deles: Ada de Luca, Coronel Mocelin, Dirce Heiderschedit, Dr. Vicente Caropreso, Fernando Krelling, Ismael dos Santos, Jerry Comper, Zé Milton, Julio Garcia, Marcos Vieira, Marlene Fengler, Milton Hobus, Moacir Sopelsa, Nazareno Martins, Nilso Berlanda, Paulinha da Silva, Rodrigo Minotto, Silvio Dreveck, Valdir Cobalchini e Volnei Weber.
 

Esta lista precisa ser guardada e lembrada já no ano que vem, quando haverá eleições para a renovação na Alesc.

 

De fininho

Cinco deputados não participaram da sessão: Sérgio Motta, Romildo Titon, Maurício Eskudlark, Ivan Naatz e Jair Miotto. Quanto a Naatz e Miotto, encontravam-se em compromissos fora da Capital. Como a tramitação foi relâmpago, não chegaram a tempo.

 

Jorge Lacerda

"A continuidade dos serviços da usina Jorge Lacerda representa a manutenção milhares de empregos diretos e indiretos e também a manutenção da economia de toda uma região", comemorou o deputado estadual Jair Miotto (PSC) durante discurso realizado na cerimônia de apresentação da nova empresa que passa a administrar o Complexo Termelétrico Jorge Lacerda. O ato de transferência ocorreu na tarde desta quarta-feira, em Capivari de Baixo, local onde a usina está instalada.
 

O parlamentar, como presidente da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia, Minas e Energia, representou a Assembleia Legislativa no evento que contou com a presença do governador do Estado.

 

Women

CEO e co-fundadora da Fornari Indústria, Luciane Fornari, participa no próximo mês do Women Economic Forum (WEF), que será realizado pela primeira vez no Equador. Com um currículo marcado pelo engajamento em causas sociais, principalmente em defesa dos direitos e deveres das mulheres, ela também foi designada como embaixadora do evento no Brasil. Sua fala durante o fórum será sobre sustentabilidade negócio.

Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Se a eleição para governador de SC fosse hoje, em quem você votaria?

8.6%
8.6%
66.7%
2.5%
0%
0%
0%
0%
0%
3.7%
4.9%
4.9%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp