01/10/2021 às 08h51min - Atualizada em 01/10/2021 às 08h50min

Vozes do Coração

Cristiane Cramer
Foto: Divulgação

Olá leitor! Bem vindo a minha coluna!

Hoje gostaria de conversar com vocês sobre um tema que se fala muito, porém, não te passam os recursos necessários para aplicar esta tal Inteligência Emocional.

inteligência emocional é a capacidade do ser humano de lidar com as emoções.

Inteligência emocional, não tem nada a ver com a inteligência intelectual, ela é um aspecto específico de nossas capacidades, então vamos lá! Vamos começar pela nossa razão e emoção!

Sentimentos ambíguos, mas que se complementam completamente, até porque a racionalidade faz parte da emoção.

A razão e a emoção andam de mãos dadas, como um casal de namorados passeando por um lindo lugar, numa tarde ensolarada de verão.

Às vezes a razão está mais à frente, e as vezes a emoção está “falando mais alto”. Já percebeu isso em você?

É possível buscar o equilíbrio entre os dois, e isso acontece quando temos consciência de nossos sentimentos e emoções.

Um rapazinho, que viveu 300 anos a.c chamado Sócrates, já falava em inteligência emocional dizendo:” Conhece-te a ti mesmo” - Conhecer-se é entrar em contato com o seu próprio espírito, com seus próprios sentimentos e emoções, deixando-se conduzir através daquilo que conhecemos por intuição, inteligência emocional ou voz interior.”

Não se administra bem uma emoção se houver pouca ou nenhuma consciência dela, é aquilo que acontece quando “metemos os pés pelas mãos”, ou  –“eu não deveria ter dito ou feito aquilo”. Com quem já não aconteceu isso?

A autoconsciência traz o poder de escolher o melhor comportamento para aquela situação desafiadora, ou mesmo situações que acontecem no dia a dia.

Agora imaginemos que estamos caminhando numa floresta e nos damos de cara com um leão enorme... Não dá tempo pra racionalizar, neste caso é usar a emoção mesmo e sair “voando “ dali, certo?

Você sente raiva, tem consciência desta raiva, e com a sua consciência sobre ela você pode canalizá-la para algo melhor pra você, usar a seu favor e não sair por aí brigando com Deus e o mundo que não tem nada a ver com o que você está sentindo.

Daniel Goleman que popularizou a Inteligência Emocional traz três aspectos importantes:

a capacidade de controlar impulsos;

canalizar emoções para situações adequadas;

praticar a gratidão e motivar as pessoas, além de outras qualidades que possam ajudar a encorajar outros indivíduos.

Um indivíduo emocionalmente inteligente é aquele que consegue identificar as suas emoções com mais facilidade.

Autoconsciência é poder!

Como está o seu poder?

Me conte!

Até breve.

Link
Cristiane Cramer

Cristiane Cramer

Terapeuta Integrativa Sistêmica e Facilitadora de treinamentos comportamentais empresariais

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

92.8%
5.3%
1.9%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp