17/08/2021 às 08h52min - Atualizada em 17/08/2021 às 08h50min

Barros enquadra circenses

Prisco Paraíso
Senadores da CPI do Circo, ou da Covid19, estão acostumados a debochar, humilhar, ameaçar, espezinhar depoentes com ironias as mais variadas. São médicos, empresários, enfim, gente não acostumada a lidar com essa corja da pior espécie que compõe a comissão.
 
Na última sessão, semana passada, um alento. O deputado Ricardo Barros, experiente, articulado, conhecedor dos bastidores de Brasília, enquadrou Omar Aziz, o presidente do picadeiro, e Renan Canalheiros, que dispensa apresentações.
 
Barros colocou esses senadorezinhos de última classe em seus devidos lugares.
 
Suas excelências ficaram tão incomodadas com as críticas do deputado, que escancarou o mal que esta CPI politiqueira está fazendo ao país, que Aziz suspendeu a sessão e convocou para o dia seguinte.
 
Daí já com Barros não mais na condição de convidado e sim de convocado. O que não mudou nada. Deputado tem imunidade assim como os senadores. Somente para o STF que essa lei não vale. As supremas togas podem tudo. Mandam prender, soltar, anulam, arquivam, abrem inquéritos ilegais, tudo ao sabor das conveniências e das circunstâncias. A Constituição? Vale somente para os mortais. Não para os supremos e intocáveis "guardiões" da Carta Magna. Porque ironia pouca é bobagem neste país.
 
BR's
A convite do senador Dário Berger, o presidente da Alesc, deputado Mauro De Nadal acompanhará o governador Carlos Moisés em audiência com o ministro dos Transportes, Tarcisio Gomes de Freitas, para debater o aporte de recursos do governo estadual as rodovias federais. O encontro será nesta terça-feira, em Brasília. Na oportunidade, em pauta também estará a terceira faixa Br 282, trecho Lages x Florianópolis; Florianopolis x Lages.
 
FRASE
"Um momento muito importante. Santa Catarina viabilizou os recursos, ato nunca antes visto em nenhum estado do país, e o Governo Federal não está ágil na utilização dos recursos. Não podemos mais esperar. São obras importantíssimas que travam o escoamento da produção. Se o governo federal sinalizar que não irá usar nosso recurso, vamos investir em outras áreas que também são muito importantes, como a energia trifásica no interior do Estado. O que não podemos é ficar nessa espera sem uma sinalização." Mauro de Nadal, presidente da Alesc.
 
Crescimento
O número de abertura de empresas no estado continuou crescendo em julho. Segundo dados da Junta Comercial (Jucesc), Santa Catarina contabilizou um saldo positivo de 12.611 novos negócios, resultado de 17.895 constituições e 5.284 baixas. Isso representa um aumento de 14,92% em relação ao mesmo período de 2020, além de uma alta de 33,25% se comparado com o referido mês de 2019.
 
Curva
Em julho de 2020, foram 15.334 novos negócios constituídos, enquanto ocorreram 4.361 extinções. Já no mesmo mês de 2019, o Estado contou com o registro de 13.802 empresas e 4.338 baixas.
 
Federal
O ex-prefeito de Rio Negrinho, Júlio Ronconi, foi um dos destaques do encontro do PSDB catarinense com o governador João Doria no sábado em Florianópolis. Ronconi foi um dos primeiros apoiadores de Doria para as prévias de novembro. E está sendo incentivado pelo ex-ministro Vinícius Lummertz, um dos pré-candidatos do PSDB ao governo do estado, a sair a deputado federal pelo Planalto Norte.
Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

90.7%
6.8%
2.5%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp