22/07/2021 às 09h41min - Atualizada em 22/07/2021 às 09h39min

Cortes na reforma

Reunião de representantes dos poderes, sindicatos e entidades, esta semana, com a presença do chefe da Casa Civil, Eron Giordani, e do presidente do Iprev, deu o tom da Reforma da Previdência estadual. Os dois explanaram os pontos principais sobre as necessidades do governo e deram oportunidade para manifestações, embora elas tenham sido rápidas, pois mais de 30 pessoas participaram.  Ficou muito claro, contudo, que o governo tem maioria para aprovar o texto na Alesc.

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) Milton Hobus, anunciou que a votação deve ocorrer no dia 4 de agosto.

Por falar em calendário, a matéria tramita rapidamente, como prometeu o presidente da Alesc, Mauro de Nadal. Nesta quinta-feira, se encerra o prazo para os parlamentares apresentarem emendas individuais ou de bancada.

O MDB, por exemplo, já decidiu que só apresentará emenda de bancada.
 

Timing
Evidentemente que é este o momento para mudanças no projeto, no que tange a interesses dos servidores. Há algumas situações que tendem a ser revistas. Para os servidores que se aposentaram antes de 2003 pode haver recuo governista em relação ao percentual de desconto em folha; nas pensões por morte; acerca das reivindicações dos policiais civis, que estão em operação padrão, e por aí vai.

Rombo
Colocando-se a lupa somente no que pede a Polícia Civil será impossível ao governo atender a integralidade dos pleitos. Sob pena de ver a economia prevista com a reforma cair pela metade. Mas pode haver alguns avanços, talvez pelo viés do sistema de previdência complementar.

Guarda-chuva federal
Os Policiais Militares estão isentos desta reforma pois há legislação federal que os protege, diferentemente do que ocorre com os civis. A regra vale, inclusive, para os militares estaduais.

Céu de brigadeiro
Como a relação atual entre o executivo e a Alesc é das melhores, as mudanças devem ocorrer, mas sem sustos para o Centro Administrativo, facilitando a aprovação célere da matéria.

Recomposição
Por falar em Segurança Pública, um projeto de lei complementar de autoria do governo do estado que autoriza a recomposição salarial para os servidores da segurança pública em Santa Catarina foi admitido pela Comissão de Constituição e Justiça. A proposta segue agora para as Comissões de Finanças e Segurança Pública.

Justa homenagem
A Cooperativa Central Aurora Alimentos prestou uma homenagem, nesta semana, ao presidente Mario Lanznaster que faleceu em 18 de outubro do ano passado: o recém-construído edifício Administrativo III – localizado junto à matriz, na Rua João Martins, em Chapecó – recebeu o nome do ex-dirigente.

Diretoria
A solenidade contou com a presença do presidente da Aurora Neivor Canton, do vice-presidente Marcos Antonio Zordan, do diretor comercial Leomar Somensi, do secretário do Conselho de Administração Romeo Bet, presidentes das cooperativas filiadas e gerentes. Também compareceram a viúva Edirce Lanznaster, os filhos Márcia, Fernando e Juliana, além de outros familiares.

Link
Prisco Paraíso

Prisco Paraíso

Comentarista Político

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor da criação da região metropolitana de Joinville?

93.5%
4.3%
2.2%
Anuncie no AJ
Atendimento
Quer divulgar sua empresa? fale conosco pelo Whatsapp