Cartórios atendem mais de 59 mil eleitores nos últimos dias de prazo

Período para regularização do título encerrou na quarta-feira (9). Municípios registraram filas

Foto: Arquivo

Terminou na última quarta-feira (9) o prazo para os eleitores regularizarem a situação do seu título eleitoral, realizarem transferências, alistamentos e atualizações cadastrais. O eleitor que perdeu o prazo só poderá realizar esses procedimentos a partir de 5 de novembro, data de reabertura do cadastro eleitoral, de acordo com norma prevista no artigo 91 da Lei das Eleições

Durante os últimos três dias, 7, 8 e 9 de maio, quando a Justiça Eleitoral ampliou o horário nos Cartórios Eleitorais e Centrais de Atendimento do estado, foram atendidos 59.318 eleitores. A cidade com o maior número de procedimentos realizados foi Balneário Camboriú, com 2.731, seguida de Itajaí, com 2.433, e Florianópolis, com 2.323. Já no sábado (28), foram 9.054 atendimentos durante o plantão realizado pelo TRE-SC.

Assim como Florianópolis, alguns municípios registraram filas durante os últimos três dias do fechamento do cadastro e o atendimento se estendeu para além do horário regular de funcionamento, como foi o caso de Itajaí, que terminou os trabalhos às 23h42, na quarta-feira.

O Disque-Eleitor, que contou com o apoio de 80 servidores e estagiários durante força-tarefa realizada desde 19 de abril, em função do fechamento do cadastro eleitoral, atendeu nos últimos dias mais de 4 mil ligações, tirando dúvidas e orientando os eleitores.

Agora, os números do eleitorado serão processados pelo TSE e as estatísticas oficiais serão divulgadas a partir de julho.

Eleitores ainda podem tirar segunda via do título

Mesmo com o cadastro eleitoral fechado, alguns procedimentos ainda são possíveis de serem realizados. É o caso da segunda via do título de eleitor, que poderá ser requerida, pessoalmente, no cartório eleitoral, até o dia 27 de setembro de 2018. Quem precisa do certificado de quitação eleitoral pode retirá-lo online a qualquer momento, no site do TRE.

Quem ficou com o título cancelado por não regularização da sua situação eleitoral, não poderá votar nas eleições de 2018. Aqueles que tinham interesse em transferir o título, mas não conseguiram, podem requerer o voto em trânsito, entre 17 de julho e 23 de agosto, que estará disponível para as cidades com mais de 100 mil habitantes.

Também é possível, para os que não transferiram, justificar seu voto, preferencialmente, no dia das eleições, em qualquer seção eleitoral de município que não seja o seu domicílio eleitoral, ou ainda em até 60 dias após a data do pleito, em qualquer cartório eleitoral ou pela internet.

Os eleitores que precisem comprovar sua situação eleitoral atual e estão com os títulos cancelados devem procurar o cartório eleitoral do município em que estão residindo atualmente e solicitar certidão circunstanciada, na qual constará o impedimento legal para imediata regularização de sua situação e recomendação para procurar a Justiça Eleitoral após a reabertura do cadastro.